Jovem Pan Online - RSS

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Olímpia enfia 6 no União Suzano e deixa Assisense em estado de alerta

Cláudio Messias*

A Segundona do Campeonato Paulista 2013 tem reservado surpresas nessa terceira fase. A principal delas, hoje, mostrou que de favorito a vaga o União Suzano não tem nada. Depois de tomar 2 a 0 do Assisense, no Tonicão, domingo passado, o time do técnico Josias de Oliveira foi humilhado pelo Olímpia em pleno estádio municipal "Francisco Marques Figueira", em Suzano. O placar elástico de 6 a 2 a favor do time de Olímpia confirma meu prognóstico de que a defesa do União é uma baba.

Nos meus iguais prognósticos essa vitória do Olímpia não estava nos planos. O máximo que eu esperava era um empate entre as duas equipes. Natural, mesmo, pelas estatísticas até aqui no campeonato, seria que o União Suzano vencesse. Agora, com o Olímpia somando 4 pontos e tendo 4 gols de saldo positivo, cabe ao Assisense não perder o jogo de amanhã, em São Carlos, para o Paulistinha. Uma derrota nos jogaria para a terceira colocação do grupo, tendo Paulistinha e Olímpia à frente, na liderança, com 4 pontos.

Como são duas vagas por grupo para a quarta fase, o empate amanhã, frente ao Paulistinha, continua sendo um bom resultado. No entanto, segurar esse resultado talvez não seja a melhor das opções. Ou seja, se der para jogar para vencer, tem de ser assim. Digo isso porque a nossa incógnita maior continua sendo o próprio Paulistinha. O União Suzano já é praticamente carta fora do baralho, pois soma 6 gols negativos de saldo, tem duas derrotas, nenhum ponto na tabela e teria de vencer todos os 4 jogos restantes para garantir o sonho da vaga. É, como já defini em texto anterior hoje, o Taboão da Serra desse grupo.

Já o Olímpia impõe medo. É o nosso adversário duas vezes consecutivas daqui por diante. Ou seja, o enfrentamos em Olímpia, domingo que vem, e depois no Tonicão, daqui a duas semanas, no domingo, dia 8. Em dois jogos da terceira fase nosso adversário direto fez 8 gols. Tudo bem, tomou 4 gols também. Mas, segurou o Paulistinha, buscando empate em partida em que o time de São Carlos vencia por 2 a 0., no final de semana passado. É desses azarões, imprevisíveis, que tenho medo. Em suma, tanto o Olímpia pode tomar um sacode do Assisense em seus domínios, domingo que vem, quanto pode afundar o time de Assis caso saiamos de São Carlos com uma derrota amanhã.

Veja, raro e exceto leitor, que a situação do grupo 18 está embolada. O Paulistinha que enfrentamos amanhã vai a Suzano no final de semana, pegar o já humilhado União, com chances de somar três pontos. E o Assisense enfrenta o embalado e com moral Olímpia, em Olímpia. De líder do grupo o time de Assis pode, com dois resultados negativos consecutivos, amargar um início de returno com uma terceira colocação do grupo em que esteja 4 pontos atrás dos dois primeiros colocados, caso Olímpia e Paulistinha vençam seus confrontos na última rodada do primeiro turno.

A sorte está lançada e, agora, é esperar que o Assisense não repita o que fez na segunda fase, quando perdeu os dois jogos que fez fora de Assis no primeiro turno. Dessa vez, se é que existe planejamento como cheguei a ouvir de alguns dirigentes nos últimos dias, a meta tem de ser vencer, vencer e vencer. É essa postura que esperamos, pois duas derrotas, como visto, nos trarão ao Tonicão com a difícil e obrigatória missão de vencer 2 jogos e, ainda, buscar um empate ou uma vitória em Suzano, pois na rodada de fechamento da fase Paulistinha e Olímpia é que poderão fazer o jogo de compadres e, empatando, eliminar o Assisense da briga. Sim, o mundo dá voltas. E o veneno, às vezes, sai da própria boca.

A rodada - Nos demais jogos da rodada o que seria surpresa em fases anteriores agora transformou-se em rotina. O bom Tupã comprovou que tem, sim, planejamento exemplar e arrancou empate sem gols fora de casa, em Tanabi, chegando a 4 pontos no grupo 17 e mantendo a briga direta pela classificação. Já o Fernandópolis comprova-se fraco e levou novamente uma sacolada, dessa vez por 3 a 1 da Portuguesa Santista, fora de casa. Já o bom Diadema também perdeu a segunda consecutiva, levando 2 a 0 da favorita Inter de Bebedouro. No melhor jogo da rodada o clássico Água Santa 3x2 Atibaia, acirrando a briga pela vaga no grupo 16.




*Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre em Ciências da Comunicação pela ECA/USP.

Nenhum comentário :