Jovem Pan Online - RSS

quinta-feira, 18 de junho de 2015

SEGUNDONA BRAVA - Árbitro com histórico polêmico apita Noroeste x Atlético Assisense

Cláudio Messias*

O Blog faz postagem mediante metodologia diferente, nessa rodada de abertura do returno da Primeira Fase da Segundona 2015, para divulgar as arbitragens escaladas, em sorteio, para os jogos de Vocem e Atlético Assisense. Feita a divulgação do quarteto de Vocem x José Bonifácio, agora é a vez de focar naqueles que irão mediar o confronto Noroeste x Atlético Assisense, antecipado da manhã de domingo para a tarde desse sábado (15h30), no estádio Alfredo de Castilho, em Bauru.

No sorteio feito ontem, na sede da Federação, havia as opções de Rogério dos Santos Laranjeira, na coluna da esquerda, e Marcos Antonio Gomes Filho, na da direita. Como o sorteio apontou a coluna da direita, Gomes Filho está escalado para comandar o jogo de volta de Noroeste x Atlético Assisense. Em seu histórico, em 2015, algumas 'coincidências' relacionadas a polêmicas advindas da temporada de 2014.

Marcos Antonio Gomes Filho foi árbitro do confronto Votuporanguense 2x2 Batatais, disputado no estádio Plínio Marin, em Votuporanga, em 3 de setembro de 2014. pela Copa Paulista. Naquela ocasião. uma circunstância de fair play originou uma confusão que foi parar na Federação Paulista de Futebol. Aos 16 minutos iniciais, numa dividida de bola, o jogador Anderson Cavalo, da Votuporanguense, ficou caído e, assim, o Batatais colocou a bola para fora. Porém, imediatamente o atleta da casa levantou, recebeu a bola na cobrança de lateral e a chutou na direção do gol. A bola entrou e, sem respeito ao fair play, o Batatais partiu para cima do árbitro Gomes Filho, pedindo a anulação do gol. Contudo, o gol foi assinalado.

Depois de muita confusão o jogo foi reiniciado, com um acordo entre os capitães das duas equipes. Ao sair com a bola, então, o Batatais iria, sem problemas, até a meta adversária, faria o gol e o jogo voltaria à condição em que se encontrava até a contusão de Anderson Cavalo, ou seja, empate. Foi quando entrou em cena o goleiro da Votuporanguense, Tiago, que defendeu o chute lançado em direção a seu gol e, claro, mais confusão provocou. Partida paralisada e o árbitro Gomes Filho em nada interferiu, entendo que o acordo entre os times independia da alçada da arbitragem. No decorrer da partida o Batatais não só empatou o jogo, aos 34 minutos iniciais, com Alaelson, como virou, aos 47 minutos, ainda da primeira etapa, com Alan Fernando. A Votuporanguense igualou em 2x2 com o próprio Anderson Cavalo, aos 9 minutos finais.

A crítica da imprensa esportiva, na época, recaiu sobre a postura de Marcos Antonio Gomes Filho. O árbitro nada registrou na súmula sobre o ocorrido, ou seja, pela falta de fair play por parte da Votuporanguense e, pior, a confusão e as duas paralisações da partida. Ele limitou-se a apontar que houve 3 minutos de acréscimo na etapa inicial, quando do desentendimento, enquanto na prática as paralisações totalizaram mais de 5 minutos, fora os acréscimo normais.

Coincidência ou não, depois daquele jogo e da polêmica que ganhou as redes sociais e o noticiário esportivo, Marco Antonio Gomes Filho não mais apitou jogos profissionais na temporada 2014. Fez três jogos pelo Paulista Sub-20, duas pelo amador e uma pela própria Copa Paulista, mas, nessa última, como quarto árbitro.

Retomando o calendário 2015 o árbitro de Noroeste x Atlético Assisense foi escalado, em 3 de fevereiro, para o confronto Santacruzense 0x1 Grêmio Osasco, pela Série A-3. Pela mesma divisão ele retornaria ao estádio Plínio Marin no dia 18 de março, para Votuporanguense 5x3 Rio Preto. Um mês depois lá estava ele novamente, em Votuporanga, para Votuporanguense 1x1 São José. atuando como quarto árbitro.

Marcos Antonio Gomes da Silva é formado árbitro desde 1999. Funcionário público, tem 38 anos de idade e já atuou na Segundona 2015, escalado para Inter de Bebedouro 0x1 Desportivo Brasil, dia 26 de abril. Árbitro Categoria 2 no Ranking da Federação Paulista de Futebol, ele traz no currículo, como destaque, atuação no clássico Corinthians 2x2 Palmeiras, dia 17 de fevereiro de 2013, no estádio do Pacaembu, escala como quarto árbitro.

O jogo desse sábado terá como árbitro assistente 1 Risser Jarussi Corrêa, de 36 anos, que fará o 19.o jogo na temporada 2015. Ele vem de oito jogos na Série A-1, quatro na A-2, três na A-3 e duas na Segundona. Estava, em 15 de setembro de 2013, escalado para Suzano 1x2 Atlético Assisense, no estádio Francisco Marques Figueira, em Suzano.

O assistente 2 será Miguel Catâneo Ribeiro Filho, de 33 anos. que tem como destaque no currículo a atuação no clássico São Paulo 3x2 Santos, dia 6 de junho, no Morumbi, pela quinta rodada do Brasileirão. Já atuou em jogo do Atlético Assisense, escalado para o empate em 1x1 com o Osvaldo Cruz, dia 3 de julho de 2013, pela Segundona, no estádio Breno Ribeiro do Val. O quarto árbitro será Rodrigo Santos.

Crédito - Os detalhes do polêmico jogo Votuporanguense 2x2 Batatais, pela Copa Paulista de 2014,  podem ser conferidos, com video, no site Futebol Interior. O link de acesso é http://m.futebolinterior.com.br/futebol/Copa-Paulista/Unica/2014/noticias/2014-09/Batatais-e-Votuporanguense-descumprem-Fair-Play-e-criam-rivalidade



* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.


Nenhum comentário :