Jovem Pan Online - RSS

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Matemática mostra Assisense dentro e Grêmio Prudente em perigo

Cláudio Messias*

A última rodada da segunda fase da Segundona do Campeonato Paulista reserva fortes emoções. Dessas vez, nem tanto para o Assisense, que entra em campo, em Fernandópolis, praticamente classificado. Mas, para quatro times a manhã de domingo será de um olho no gato, outro no peixe. Grêmio Prudente, Olímpia, Paulistinha e Matonense tentam ficar com as três últimas vagas que, na base da matemática, restam. Explico.

Em minhas contas, feitas antes mesmo do início da segunda fase, eu acreditava que o Assisense, assim como qualquer outro clube em disputa, garantiria vaga caso somasse, no mínimo, 9 pontos. Na época eu contava com um empate frente ao Fernandópolis, em casa, e dois empates fora, o que daria três pontos no primeiro turno. Depois, vitórias sobre Diadema e Taboão, em casa, e o privilégio de poder perder para o Fernandópolis na última rodada. O Fefecê era uma das sensações da primeira fase e, assim, era um time a ser respeitado.

Meus prognósticos quase deram certo. Perdemos para o Diadema, e aquilo complicou um pouco os planos. De resto, cumprimos bem o papel de time que nem era favorito a classificar, nem era especulado a ser eliminado. Somamos 8 pontos e chegamos à última rodada não precisando respeitar tanto o Fernandópolis, que passou, ele sim, a ficar ameaçado de não avançar, devido ao saldo negativo de gols. Ou seja, se perder para o Falcão do Vale, domingo, o especulado Fefecê pode dar adeus à vaga. Diferente de nós, que temos saldo positivo de gols e só seremos eliminados a partir de uma combinação complicada de outros resultados.

Peguei todos os 6 grupos da segunda fase e fiz um ranking com a classificação geral, postada ao final desse texto. Pelo regulamento, 16 clubes avançam para a segunda fase.Dos atuais 24 clubes em disputa, 7 já deram adeus. Entre eles, surpreendentemente, o Taboão da Serra, que a meu ver é melhor que o próprio Fernandópolis. Dos 17 que restam, um fica fora. Hoje, seria a Matonense. Mas, no universo do futebol, números são estáticos, sem vida. E está aí a delícia desse esporte e, principalmente, dessa forma de disputa da Segundona. De última colocada no ranking a Matonense é, na realidade, séria candidata a uma das 3 vagas que restam.

O Assisense tem a 10ª melhor campanha dessa segunda fase. Soma 8 pontos, tem apenas uma derrota, acumula 2 vitórias e, o principal, tem saldo positivo de dois gols. Começaria a correr riscos caso perdesse por três gols de diferença para o Fernandópolis, pois ficaria com saldo negativo de gols e igualaria campanha com os quatro clubes que lutam desesperadamente por 3 vagas restantes. Com esse resultado negativo já trocaria de posição com o Fefecê, rebaixando para a 11ª posição entre os que buscam vagas. Vamos, então, lançar olhar para esses quatro desesperados que concorrem indiretamente.

A Matonense enfrenta, domingo, o já classificado Tanabi, que anunciou poupar jogadores já visando a terceira fase. Se vencer, chega aos 8 pontos e somará, no mínimo, 3 gols de saldo positivo. Passaria, por exemplo, o Assisense, caso percamos para o Fernandópolis, favorecida pelos critérios de desempate previstos no regulamento. Depois, em ordem inversa, vem o Paulistinha, que encerra o returno jogando em casa, em São Carlos, contra o eliminado Araçatuba. Somaria, assim, 9 pontos. Nessas duas combinações, caso o Assisense perca para o Fefecê, estaria lançado para a 14ª posição no ranking geral. Ainda estaria classificado.

O Olímpia soma, hoje, os mesmos 6 pontos e também tem tarefa menos árdua no domingo. Recebe, em casa, o pior time da segunda fase, a SEV-Hortolândia, que além de perder todos os jogos até aqui ainda sofreu punição por escalar jogador em situação irregular. Deve somar 9 pontos, também passar o Assisense e colocá-lo, nessa condição, na 15ª colocação no ranking. Partindo desse parâmetro a situação começa a ficar complicada, pois todos os demais estão somando os necessários 9 pontos e o Assisense, ficando com 8.

Aí entra a situação do Grêmio Prudente, cuja vitória, na quarta-feira, eu tanto lamentei aqui. Tivesse a equipe de Prudente mantido o empate com o Araçatuba e ambos teriam chorado juntos a eliminação antecipado. Ou seja, aquele empate definiria todos os 16 classificados, entre eles o Assisense e o Fernanadópilis. Mas, como o Araçatuba tem a terceira pior campanha da segunda fase, fez jus a essa condição, perdeu e deu gás ao Grêmio Prudente, que respira por aparelhos. Por que respira por aparelhos, mesmo tendo 7 pontos e sendo o que em melhor colocação está entre os 4 desesperados? Simplesmente porque vai a Bebedouro enfrentar o Inter, que é até aqui o único invicto da fase, soma 13 pontos e aparece com a melhor de todas as campanhas. Um empate do Grêmio Prudente classifica todos os demais, independentemente de qualquer uma das combinações anteriores.

Mas, como tudo aqui é suposição, considerando a especulação de uma derrota do Assisense, caso o Grêmio Prudente vença e ocorram todos os resultados anteriores, o Falcão do Vale cai para a 16ª posição no ranking. Classificam-se 16 e estamos na décima sexta. Está resolvido, então. Não, não está. Continuemos explicando.

Depois do Grêmio Prudente vem, hoje, no ranking, o Fernandópolis. Como essa ordem de suposições o Fefecê venceu o Assisense, o outro colocado imediatamente acima, no ranking, é a Portuguesa Santista. Ela tem os mesmos 8 pontos que os nossos e 1 gol positivo de saldo. Joga, contudo, em casa no domingo, contra o já eliminado ECUS. Nem precisa vencer esse jogo. Basta empatar e, assim, jogar o Assisense para a 17ª posição em campanha, tirando-nos da terceira fase. Para isso acontecer, contudo, seria necessário outro resultado a ser somado. O Cotia tem os mesmos 8 pontos e no domingo pega o Atibaia, confronto que tem as mesmas características de Fernandópolis x Assisense. Um empate em Atibaia classifica os dois. Caso essa empate aconteça, aí sim, com todas as combinações anteriores, o Falcão do Vale estaria eliminado. Se Atibaia ou Cotia vencerem o Assisense está com a vaga.

Por fim, lidar com números é interessante, mostra que dificilmente o Assisense será desclassificado, mas, convenhamos, números remetem a sorte e vitória, a competência. Que o Falcão do Vale repita a competência do primeiro turno, jogue o futebol de qualidade que aplicou sobre Diadema e Taboão e nos contemple com uma vitória no estádio "Cláudio Rodante", em Fernandópolis. O estado inteiro estará de olho nessa partida a partir da tela da Rede Vida e eu prefiro acreditar na boa impressão de uma vitória e ignorar o risco de um fiasco ao vivo.


Classificação Geral – Segunda Fase
Col
Equipe
TP
J
AJ
V
E
D
GP
GC
SG
VP
DP
CA
CV
TF
Inter Bebedouro
13
5
1
4
1
0
8
2
6
0
0
11
0
94
Suzano
11
5
1
3
2
0
9
4
5
0
0
13
1
79
XV Jaú
9
5
1
2
3
0
8
2
6
0
0
14
1
83
Diadema
9
5
1
3
0
2
8
5
3
0
0
11
0
84
Tanabi
9
5
1
2
3
0
5
2
3
0
0
10
1
76
Primavera
9
5
1
2
3
0
4
1
3
0
0
9
1
79
Água Santa
9
5
1
2
3
0
11
9
2
0
0
9
0
70
Tupã
9
5
1
3
0
2
7
8
-1
0
0
16
0
86
Atibaia
8
5
1
2
2
1
11
7
4
0
0
12
0
75
10º
Assisense
8
5
1
2
2
1
8
6
2
0
0
12
1
83
11º
Cotia FC
8
5
1
2
2
1
8
7
1
0
0
19
2
86
12º
AA Portuguesa
8
5
1
2
2
1
4
3
1
0
0
11
0
85
13º
Fernandópolis
8
5
1
2
2
1
4
6
-2
0
0
13
2
86
14º
Grêmio Prudente
7
5
1
2
1
2
7
7
0
0
0
14
1
73
15º
Olímpia
6
5
1
1
3
1
8
6
2
0
0
11
0
71
16º
Paulistinha
6
5
1
2
0
3
4
7
-3
0
0
15
1
89
17º
Matonense
5
5
1
1
2
2
8
6
2
0
0
13
1
86
18º
Osasco FC
4
5
1
1
1
3
8
8
0
0
0
12
0
71
19º
União Futebol Clube
3
5
1
0
3
2
5
10
-5
0
0
17
0
83
20º
ECUS
3
5
1
0
3
2
2
8
-6
0
0
10
3
62
21º
Taboão da Serra
2
5
1
0
2
3
3
6
-3
0
0
8
2
96
22º
AEA - Araçatuba
2
5
1
0
2
3
1
4
-3
0
0
15
1
89
23º
Américo
2
5
1
0
2
3
6
10
-4
0
0
11
1
81
24º
Sev-Hortolândia
-3
5
1
0
0
5
2
15
-13
0
0
15
2
90



*Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre em Ciências da Comunicação pela ECA/USP.


Nenhum comentário :