Jovem Pan Online - RSS

quarta-feira, 8 de julho de 2015

ARTILHARIA - Aguiar, do Assisense, iguala Viola (aquele) em gols marcados

Cláudio Messias*

As estatísticas começam a pender favoravelmente ao Atlético Assisense, às vésperas do encerramento da Primeira Fase da Segundona 2015, a quarta divisão do Campeonato Paulista. Depois de um início irregular no torneio, o clube de Assis engrenou uma fase de resultados positivos e, hoje, ocupa a vice-liderança do Grupo 1, quatro pontos atrás do Grêmio Prudente. Mas é o fator gols marcados que torna-se destaque no Falcão do Vale.

A goleada de 7x2 sobre o José Bonifácio, fora de casa, domingo passado, fez o Atlético Assisense chegar aos 23 gols marcados em 12 jogos disputados, média de 1,91 tento por confronto. Somente Grêmio Prudente e Olímpia têm igual desempenho entre os 30 clubes que disputam a Segundona 2015. Mas, no Grupo 1, somente o Falcão do Vale tem saldo positivo de 11 gols, ante 8 de Grêmio Prudente, Vocem, Noroeste e Fernandópolis.

Cumprida a décima segunda rodada aparecem os artilheiros que mais balançam as redes no campeonato. Três jogadores marcaram 8 gols até aqui. Um deles é Matheus Aguiar, do Atlético Assisense, que se iguala, em desempenho, a um veterano nome do futebol brasileiro: Viola, ex-jogador de Corinthians, Santos e Palmeiras e que hoje tem contrato com o Taboão da Serra. O outro artilheiro com 8 tentos é Eduardo, do Grêmio Prudente.

Há, porém, uma diferença de desempenho entre Atlético Assisense e Taboão da Serra. Se Viola balançou as redes oito vezes, seu clube marcou um total de 20 gols, sofreu outros 16 e, assim, detém saldo positivo de 4 tentos. Taboão quinto colocado no Grupo 3, o mais equilibrado da Segundona nessa altura do campeonato, quando faltam 6 rodadas para o término da Primeira Fase.

Quando o assunto é o desempenho de Matheus de Aguiar Guerreiro, nascido em 17 de outubro de 1994 e, portanto, com apenas 20 anos de idade, aparece o perfil de um jogador equilibrado, com atuação em todos os 12 jogos que o Atlético Assisense disputou até aqui. Ou seja, trata-se de um artilheiro com auto-controle que faz com que não tenha sequer cartões amarelos em seu histórico no certame desse ano. São 12 jogos e nenhuma substituição, o que comprova o vigor físico de um atleta preparado para disputar uma divisão ríspida.

O perfil de Aguiar na temporada o mostra marcando um gol por jogo, em 8 confrontos. Balançou as redes adversárias de Noroeste, José Bonifácio, Fernandópolis, Vocem, América e Bandeirante, no primeiro turno. No returno, o José Bonifácio viu o artilheiro comemorar dois gols marcados na goleada de 7x2, na rodada passada.

Aguiar é natural de Bauru, onde atuou em 2014 pelo Noroeste, categoria Sub-20. No primeiro semestre do ano passado o jogador defendeu o hoje inativo Presidente Prudente, atuando em dois jogos pela Segundona 2014. Em um deles, por coincidência, esteve em Assis, no estádio Tonicão, onde sua equipe prudentina foi derrotada pelo Atlético Assisense por 1x0 no dia 8 de junho. Naquela temporada, em dois jogos, Aguiar marcou um gol, na vitória sobre o Osvaldo Cruz (3x1), no dia 31 de maio. Atuou em 31 jogos, foi advertido com 3 cartões amarelo e punido com uma expulsão.

Nesse domingo, às 10 horas, Matheus Aguiar volta a campo com a perspectiva de aumentar seu currículo de gols na temporada. Ele é presença certa no time comandado pelo técnico Carlos Alberto Seixas frente ao Osvaldo Cruz.

Viola - Paulo Sérgio Rosa, o Viola, tem 46 anos de idade e foi contratado pelo Taboão da Serra no início do ano, tendo disputado 8 de 12 jogos da agremiação. Marcou, pois, um gol por jogo. Seu mais recente gol foi marcado sábado, no jogo transmitido ao vivo pela Rede Vida, com vitória por 3x1 sobre o Suzano.

O atleta chegou a ser contratado pelo Tanabi, em 2013, mas pouco ficou na Segundona daquele ano. Disputou dois jogos pelo Tanabi, sendo um empate com o Fernandópolis (1x1), ocasião em que marcou 1 gol, e uma vitória sobre o Ilha Solteira (4x1). Antes, fez 4 jogos pelo Grêmio Osasco, na Série A-2. Na temporada 2013 Viola marcou 9 gols atuando no estado de São Paulo.



* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.


Nenhum comentário :