Jovem Pan Online - RSS

quinta-feira, 16 de julho de 2015

ARBITRAGEM - Atlético Assisense reencontra árbitro que deu vitória ao Cotia em 2013

Cláudio Messias*

O Atlético Assisense tem, digamos, encontrado sorte na escala de árbitros de seus últimos jogos. Nesse domingo, às 10 horas, o Falcão do Vale recebe o Fernandópolis em confronto direto a ser mediado por Cássio Luiz Zancopé, conhecido nome da arbitragem paulista. Chegou, pois, um momento do campeonato em que aqueles que seguram o apito precisam ser, além de bem intencionados, mais sérios do que o padrão comum de arbitragem da Segundona.

Atlético Assisense e Cássio Zancopé, na realidade, terão um reencontro, só que agora, no estádio Tonicão. O árbitro desse domingo atuou na vitória do Falcão do Vale (3x2), em 2014, na cidade de Bandeirante, em importante confronto que valia briga pela classificação rumo à Segunda Fase do torneio daquele ano. O jogo aconteceu dia 30 de maio do ano passado, no estádio Pedro Marin Berbel, em Birigui, e valeu como revanche, pois no primeiro turno o Bandeirante havia vencido em Assis por 2x0.

Naquele jogo, em Birigui, Cássio Zancopé teve literalmente 'trabalho'. Expulsou dois jogadores, um deles Nei Bala, do Atlético Assisense. Além dos atletas, colocou pra fora de jogo o técnico Tupãzinho, por ter trocado empurrões com o médico do Bandeirante. Jogo com 6 cartões amarelos, sendo 3 para cada lado, e cinco gols. Pressão típica de um confronto envolvendo a rivalidade Assis x Birigui, pois antes do início da partida e, inclusive, na execução do Hino Nacional, pessoas ligadas ao Bandeirante lançaram rojões em direção ao time de Assis. Tudo relatado em súmula e, depois, convertido em punição, no TJD, ao clube mandante.

Para esse domingo, em Assis, Cássio Zancopé traz um currículo que faz jus à sua condição de árbitro Categoria 1 no Ranking de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol. Décima quinta escala do ano, sendo três pela Copinha São Paulo, uma pela Série A-3, seis pela Série A-2 e três pela Série A-1. Pela Segundona ele atuou, dia 31 de maio, no confronto Bandeirante 2x2 América, dia 31 de maio. No ano passado foram 30 escalas, sendo uma pela Copinha Paulista, duas pela Série A-3, duas pela Série A-2, treze pela Série A-1 e oito pela Segundona.

Zacopé esteve em Assis em 2014. Ele atuou em Vocem 1x1 Pirassununguense, dia 17 de agosto. 

Mas, se histórico pesa ou não no fator sorte, os mais supersticiosos que coloquem o gato preto de molho ou, então, apelem para arrancar saco preto do arame farpado. É que Cássio Zancopé também atuou em outro jogo do Atlético Assisense, em 2013, e no estádio Tonicão. Foi no fatídico jogo em que o Falcão do Vale teve expulso o volante Fernando, uma das peças-chaves daquele time e, mesmo depois de estar vencendo por 1x0 no primeiro tempo, tomou a virada que, no final da Terceira Fase, lhe custou a classificação. Jogo realizando na tarde do dia 21 de setembro de 2013, em infeliz tarde de Zancopé. Talvez seja coincidência, mas depois daquele jogo, contestado diretamente na Federação Paulista de Futebol, Cássio Zancopé não mais atuou em jogos profissionais.

O árbitro assistente 1 desse domingo, para Atlético Assisense x Fernandópolis, será Anderson José de Moraes Coelho. Professor, ele tem a mesma idade de Cássio Zancopé: 40 anos. Vem de escalas importantes na temporada, como a atuação no clássico Palmeiras 1x0 Santos, na primeira partida da final da Série A-1, dia 26 de abril. Antes, atuou em Corinthians 1x1 Santos, dia 5 de abril. Não bastasse isso, também foi escalado em Palmeiras 0x1 Corinthians, dia 8 de fevereiro, no Allianz Parque. No ano anterior, 2014, Anderson Coelho foi escalado para partidas da Série A do Brasileirão. Destaque para Corinthians 1x0 Santos, dia 9 de novembro, na Arena Corinthians.

O árbitro assistente 2 será Evandro de Melo Lima, de 28 anos. Também professor, ele também vem de escalas na Série A-1 do Campeonato Paulista em 2015. Será sua primeira atuação no estádio Tonicão.

O quarto árbitro escalado para esse jogo do Atlético Assisense contra o Fernandópolis é Rogério Gustavo Garcia, formado árbitro em 2009.



* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.


Nenhum comentário :