Jovem Pan Online - RSS

domingo, 11 de maio de 2014

Grêmio Prudente vinga Tupãzinho e vence Clássico do Vale no Tonicão

Cláudio Messias*

O Grêmio Prudente foi a Assis fervendo nesse domingo de Dia das Mães. A equipe prudentina fez acerto de contas com o técnico Tupãzinho, hoje no comando do Atlético Assisense. Em 2013, numa noite de 31 de maio, Tupãzinho comandou o Tupã na amarga vitória sobre o Grêmio, em pleno estádio Prudentão, por 1x0. Com aquela vitória, o Tupã garantiria, matematicamente, a classificação para a Segunda Fase, pois estava em vias de não conquistar a vaga. A história, todos sabem, mostra o Tupã, hoje, na Série A-3, e o Grêmio Prudente ficando pelo caminho na Segundona do ano passado.

Sem estímulo para acompanhar as transmissões dos jogos das equipes de Assis, optei, nesse domingo, por ir à feira do rolo e ao Mercadão de Campina Grande, aqui nos arredores. Quando retornei, o placar já estava definido. Atlético Assisense 0x2 Grêmio Prudente. Era o que não poderia ocorrer, pois, todos sabemos, o Grêmio é sério candidato a uma das quatro vagas na A-3 do ano que vem. Clube que tem planejamento, tem marketing e atropela, sem deixar que baixarias internas vazem para o conhecimento público. Se o adversário é forte, humildade para reconhecer que um empate é bom resultado, nem que seja dentro de casa. Parece-me que o Grêmio nem isso permitiu ao time de Tupãzinho.

Nos meus prognósticos, clube que atingir os 13 pontos nessa Primeira Fase pisa firmemente na loteria do acesso à Segunda Fase. Como um dos três primeiros colocados de cada grupo, clube que chegar a 15 pontos carimba igualmente o passaporte, sem depender de critérios de desempate. Assim, vejo o Grêmio Prudente na Segunda Fase, garantido, uma vez que, na pior das hipóteses, está com praticamente o dobro de pontos daqueles clubes que, em outros grupos, ocupam as posições de melhores quartos colocados. Mesmo que perca todos os 4 jogos que tem pela frente o clube prudentino ainda assim será um dos três melhores quartos colocados que o Regulamento da Segundona garante na próxima fase.

Já o Atlético Assisense caiu no mercado paralelo das especulações. Contratou técnico, renovou  elenco, mas se deu conta de que o melhor time da chave é, de sobra, o Grêmio Prudente. Perdeu para o líder. No cômputo geral da briga de nervos entre torcidas, é fato que repete-se o cenário do primeiro turno. Os mesmos vencedores da rodada de abertura e, agora, os mesmos derrotadas abrindo o returno. Continuo entendo Presidente Prudente e Osvaldo Cruz como coadjuvantes nessa disputa, mas, agora, vejo uma briga acirrada até mesmo pela quarta colocação.

Na sétima rodada, o Atlético Assisense vai a Osvaldo Cruz e faz confronto direto com o time da casa, atual quarto colocado. A situação do Falcão é tão delicada que mesmo vencendo esse jogo fora, ainda abrirá apenas um ponto de diferença em relação a Vocem e Bandeirante, que duelam entre si, no Tonicão, no domingo pela manhã. Ou seja, se der empate entre Vocem x Bandeirante, a vice-liderança volta a embolar, com o Assisense ficando na quarta colocação pelos critérios de desempate (teria de vencer por pelo menos 4 gols de diferença para não cair nesse sub-critério). É bom ressaltar que Osvaldo Cruz x Atlético Assisense duelam à tarde, domingo, depois do desfecho de Vocem x Bandeirante, domingo pela manhã, e Grêmio Prudente x Presidente Prudente, no sábado à tarde.

Ao Falcão do Vale resta vencer uma partida fora e não mais desperdiçar 3 pontos em casa. Tarefa difícil, pois retornando de Osvaldo Cruz tem o jogo de volta contra o Vocem, no Tonicão, agora como mandante no derby. Na evidência de confirmação da trajetória decadente do Presidente Prudente, uma vitória no estádio Prudentão, ou seja, fora, na última rodada, garante passagem para a Segunda Fase. Isso, claro, na hipótese de não haver mais derrotas.



*Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA/USP.


Um comentário :

Agenor Silva disse...

Dizem que no futebol não existe justiça, mas o que houve no Tonicão neste domingo, considero uma injustiça. O Assisense dominou o Gremio Prudente praticamente o jogo todo, perdeu gols e o goleiro adversário fez "milagres" e no final em um contra ataque, o Gremio Prudente fez seu gol. O segundo foi consequência do desespero gerado.Não podemos tirar o mérito do time adversário que tem um ótimo goleiro e soube administrar o jogo, apesar do sufoco, mas o Assisense merecia uma sorte melhor. Tem ainda o árbitro, que se não errou em lances capitais, segurou o jogo, dando faltas duvidosas e irritando o time Assisense, ou seja, indiretamente favorecendo o time Prudentino.