Jovem Pan Online - RSS

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Bandeirante vence e transfere responsabilidades no Grupo 1

Cláudio Messias*

Reta final de fase de qualquer torneio de futebol mostra realidades sempre díspares. De um lado, a tranquilidade de quem fez sua parte e garantiu a classificação sem maiores problemas. De outro, aqueles que pererecaram, lutam para somar pontos e, assim, acumulam os maiores problemas. No grupo 1 da Segunda Divisão do Campeonato Paulista 2014 a situação está exatamente assim. O Grêmio Prudente, líder, assiste ao desespero daqueles que buscam entrar na pontuação que garante, ao menos, passagem para a Segunda Fase por índice técnico.

Na noite dessa sexta-feira o Bandeirante deu, em Birigui, passo importante para ser um dos 3 clubes do grupo 1 que passam para a Segunda Fase da Segundona sem depender de cruzamento de desempenho com outros grupos. A vitória por 2x1 sobre o Presidente Prudente deixou o time de Birigui na vice-liderança, com 13 pontos, e, dependendo dos resultados de fechamento da rodada, com passagem garantida para a próxima etapa do torneio. Digo isso porque, nos meus cálculos, com 13 pontos um clube que está em grupo com 6 agremiações garante, pelo menos, uma das três melhores quartas colocações que, pelo Regulamento, dão lugar na fase seguinte.

O melhor resultado para o Bandeirante, na rodada, é que ocorram dois empates no jogo desse sábado entre Grêmio Prudente x Osvaldo Cruz e no derby de domingo, no Tonicão, em Assis, entre Atlético Assisense x Vocem. Caso não tenha pretensão de terminar a fase líder do grupo, o clube de Birigui seria ainda mais beneficiado com vitória do Grêmio Prudente, já tecnicamente classificado, sobre o Osvaldo Cruz, que duela para ser um dos três primeiros colocados da chave. Nesse ínterim, vitória do Atlético Assisense sobre o Vocem carimbaria definitivamente o passaporte aritmético do Bandeirante.

No estádio municipal Pedro Marin Berbel, em Birigui, o razoável Bandeirante não fez milagre algum na noite dessa sexta-feira. Apenas cumpriu o dever de casa e, assim, somou os 3 pontos que lhe dão a vice-liderança e a possibilidade de classificação técnica para a Segunda Fase. Fez dois gols no segundo tempo, através de Rafael e Paulo Henrique, respectivamente, a 14 minutos e 20 minutos da etapa complementar. O Presidente Prudente, praticamente eliminado, diminuiu aos 26 minutos, com Rafael Silva.

Refiro à situação difícil do Presidente Prudente porque o time prudentino tem somente dois jogos pela frente nesse returno, com o difícil desafio de somar 6 pontos ante Osvaldo Cruz, em casa, e Atlético Assisense, no Tonicão. Dois embates contra aqueles que têm chances reais de classificação desde que vençam seus confrontos nessa oitava rodada em andamento. Mesmo que some esses seis pontos e tire pontos dos adversários diretos, o PPFC dependeria, ainda, de tropeços de adversários indiretos como Vocem e Bandeirante, que têm confronto direto com Assisense e Osvaldo Cruz pela frente. Ou seja, missão impossível e carta fora do baralho para a agremiação prudentina.

Já o Bandeirante tem pela frente duas pedreiras, porém com o privilégio de poder, dependendo do desfecho da oitava rodada, eliminar o Atlético Assisense dentro de Birigui, na semana que vem. Com um simples empate nesse próximo confronto o time de Birigui já carimba passagem para a Segunda Fase, com uma rodada de antecedência, pois somente uma combinação complexa de resultados lhe tiraria da terceira colocação desse Grupo 1. Esse empate eventual favoreceria o Falcão do Vale desde que vença, no derby desse domingo, o Vocem, como fez no primeiro turno. Caso contrário, só um milagre salvaria o time de Assis da degola já na Primeira Fase. 

Concluindo sobre a situação do Bandeirante, na última rodada o time visita o hoje invicto Grêmio Prudente, ou seja, quererá, com certeza, decidir a vaga em casa, para não ter dores de cabeça no final. Azar do Atlético Assisense, que não fez os deveres de casa no retrospecto até aqui.

Com Grêmio Prudente e Bandeirante encaminhados para a Segunda Fase, restam duas vagas no grupo 1. Hoje, a primeira delas é do Vocem, que na terceira posição tem, momentaneamente, vaga na classificação direta. A outra vaga é, parcialmente, do Osvaldo Cruz, que na semana viu-se em um imbróglio de registro e escalação de jogadores que pode lhe custar, no TJD, perda de 3 pontos, além de punições administrativas. Nesse cenário, o time de Osvaldo Cruz morreria tecnicamente e ressuscitaria o Presidente Prudente, denunciante da circunstância. O Atlético Assisense, que hoje aplaude defunto que respira, ficará com sorriso amarelo caso não faça o dever de casa no derby contra o Vocem, continuando fora até mesmo da zona de classificação como melhor quarto colocado entre grupos.

Nos meus prognósticos, caso o Vocem vença o derby desse domingo, volta a equiparar companha com o Bandeirante e coloca um pouco de água no chope da turma de Birigui. Vai aos mesmos 13 pontos e, assim, em eventual série de tropeços em conjunto com o Bandeirante até a última rodada, decidiria nos critérios de desempate quem passaria como melhor quarto colocado entre grupos. Ponto positivo, hoje, para o Vocem, que tem melhor saldo de gols e gols marcados. Vejo o Vocem dono de uma das vagas.

Nem preciso dizer que o Atlético Assisense depende dos próprios esforços para garantir a classificação. Teria, para isso, que fazer em três jogos o que não fez nos três últimos confrontos: vencer. Ao menos, repetir o desempenho do primeiro turno no derby contra o Vocem, nesse domingo, buscar ao menos 1 ponto em Birigui, frente ao Bandeirante, e fazer saldo de gols sobre o fraco Presidente Prudente, na última rodada. Com esses 14 pontos, ficaria com ao menos a quarta colocação, apesar de eu acreditar que ficaria assegurada a terceira posição, que dá vaga direto, sem cruzamento entre grupos. Tudo, porém, depende de jamais sofrer derrota para o arquirrival, adversário direto na reta final.



*Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA/USP.



Nenhum comentário :