Jovem Pan Online - RSS

quinta-feira, 4 de junho de 2015

SEGUNDONA BRAVA - Derby do Tonicão terá arbitragem mediana Categoria 2

Cláudio Messias*

A qualidade da arbitragem paulista continua uma incógnita. Na Segundona, pelo menos, estar bem colocado no ranking de árbitros não tem sido sinônimo de competência na função de mediar jogos através do apito. Em uma semana, pois, o estádio Tonicão é palco de um antagonismo envolvendo o Vocem: uma arbitragem conceituada e desastrosamente questionada na derrota para o Grêmio Prudente (0x2) e, agora, praticamente um anônimo para o derby Vocem x Atlético Assisense.

O sorteio realizado pela Federação Paulista de Futebol para a oitava rodada da Segundona 2015 aconteceu nessa terça-feira, antevéspera do feriado de Corpus Christi (via de regra a definição da escala acontece às quintas-feiras). Para o derby do Tonicão havia duas possibilidades: Salim Fende Chavez e Simões Marconi Ferrari, ambos com 31 anos de idade e um currículo ainda imaturo. Como o sorteio apontou escala para árbitros da coluna 2 (a FPF lista o número de 15 árbitros e os distribui em duas colunas, de maneira que no sorteio seja apontado o número 1 ou o número 2), Salim Chavez foi para o jogo Bandeirante x Tanabi e Simões Ferrari para Vocem x Atlético Assisense.

Ao torcedor não resta outra expectativa a não ser que haja uma exceção e que a mediação do derby Vocem x Atlético Assisense saia da tendência de péssima qualidade da arbitragem paulista. E, nesse sentido, que Simões Ferrari saia de sua condição de árbitro aspirante, ainda mediano, para um profissional de pulso firme, que saiba conduzir os nervos comumente acirrados quando o assunto é a nascente rivalidade entre Esquadrão da Fé e Falcão do Vale. Um confronto que significa a reabilitação ou a desconfiguração do favoritismo do Vocem ou, ainda, a consagração da reabilitação ou a confirmação da irregularidade do Atlético Assisense. No caso de empate, fator negativo para o Vocem, mandante, e positivo para o Atlético Assisense, visitante, ironicamente, em pleno Tonicão.

O currículo de Simões Ferrari mostra um árbitro que começa a ganhar experiência no quadro da Comissão de Arbitragem da Federação. Pertencente à Categoria 2 do Ranking de Arbitragem 2015, esse professor de educação física é formado em 2006 e fez, no ano, 8 atuações como árbitro principal e cinco como quarto árbitro. Destaque para três jogos na Série A-3. Para temporadas anteriores, ênfase na atuação no confronto Portuguesa Santista 1x1 Vocem, dia 2 de agosto do ano passado, ocasião em que foi escalado como quarto árbitro.

A escala dos árbitros auxiliares independe de sorteio. E, nesse aspecto, a Comissão de Arbitragem da Federação manteve o perfil de profissionais imaturos para o derby. O assistente 1, nesse sábado, será Gilmar Gomes da Silva. de 32 anos. Ele, que é técnico em segurança do trabalho, vem de 26 atuações em 2015, começando pela Copinha São Paulo, passando pelas Séries A-2 e A-3, pelo Paulista Sub-15 e Sub-17 e, mais recentemente, pela Segundona. Gilmar da Silva foi assistente 1 no jogo Fernandópolis 3x0 Bandeirante, dia 1.o de maio. Não há registro de atuação em jogos nem de Vocem, nem de Atlético Assisense desde 2013.

O árbitro assistente 2 para o derby será Marcos Sehnem, de 36 anos. Empresário, ele esteve em Assis no dia 10 de maio, ocasião em que atuou no confronto Atlético Assisense 0x2 Osvaldo Cruz. São 19 atuações em 2015, três delas na Segundona e outras quatro nas Séries A-2 e A-3. Seu currículo na Federação mostra atuações somente em 2015 e 2014. No ano passado, ênfase em atuações nas categorias Sub-15 e Sub-17.

O quarto árbitro do derby será Hércules Ribeiro Paulino, de 32 anos de idade.



* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Nenhum comentário :