Jovem Pan Online - RSS

terça-feira, 2 de junho de 2015

RANKING DAS BILHETERIAS - Inter de Bebedouro registra o melhor público da sétima rodada

Cláudio Messias*

O torcedor da Inter de Bebedouro comprovou uma fidelidade ao clube pouco vista na Segundona. Mesmo com a agremiação na sexta colocação do Grupo 2, seis pontos atrás do líder Olímpia, o estádio municipal Sócrates Stamato registrou a melhor bilheteria da sétima rodada, disputada no final de semana passado. Valeu a pena. Afinal, a Inter aplicou a maior goleada da rodada: 5x1 no Elosport, com quem briga diretamente por uma vaga no G-4 daquela chave.

A Inter de Bebedouro, ou o Lobo Vermelho, é um clube organizado. Dispõe de loja para a venda de artigos diversificados com sua marca registrada e mantém um quadro de sócios diferente do formado de sócios-torcedores administrado por clubes recentemente. A Associação Atlética Internacional, de Bebedouro, fundada em 1906, dispõe, pois, de uma política profissional de marketing com suficiência para, independentemente de qualquer tipo de política ou interesses, manter o futebol profissional. Basta verificar o uniforme oficial da agremiação, na Segundona, e comprovar essa solidez.

O preço do ingresso nos jogos da Inter varia de setor para setor no belo estádio Sócrates Stamato. Domingo passado, por exemplo, o setor de arquibancada especial era vendido a R$ 40. Há, também, ingressos vendidos especialmente para os sócios, a R$ 10. A arquibancada Geral é comercializada a R$ 15,00. Somado a isso, uma organização em forma de gestão com política pés-no-chão, de maneira que a encomenda de bilhetes para cada jogo corresponda à expectativa real de público. Por exemplo, domingo passado houve 2.156 ingressos colocados à venda e 802 comercializados.

A arrecadação em Bebedouro atingiu R$ 9.212,50, ante despesas totais de R$ 2.498,60 e renda final de R$ R$ 6.721,82. É o recorde da sétima rodada, colocando a Inter na terceira colocação do Ranking das Bilheterias monitorado pelo Blog. Questão de tempo, é possível prognosticar, para o torcedor de Bebedouro fazer do Sócrates Stamato um dos estádios com maior regularidade de público nessa temporada 2015 da Segundona. Em três jogos, até aqui, 2.535 torcedores pagaram ingressos para ver o time do coração. Domingo que vem, novamente como mandante, a Inter receberá o Palmeirinha, às 10 horas.

Situação diferente do Desportivo Brasil, do empresário J. Ávila. O time com sede em Porto Feliz, fundado recentemente, só levou 58 torcedores ao estádio Rocco para ver o empate em 1x1 com o Olé Brasil. Bilhetes inteiros a R$ 10, arrecadação de R$ 565,00, ante despesas de R$ 1.049,86. Ou seja, prejuízo de R$ 484,86. No torneio, até agora, o Desportivo levou 319 pagantes nos quatro jogos em que foi mandante até aqui.

Havia expectativa para o jogo Vocem 0x2 Grêmio Prudente, no estádio Tonicão, em Assis. Mas, o Esquadrão da Fé não conseguiu repetir o público da quinta rodada e, assim, ficou com a segunda melhor bilheteria. Ingressos vendidos a R$ 15, com prevalência de comercialização de meias entradas: 556. A entrada inteira, vendida na bilheteria, mostra que 83 torcedores pagaram na hora do jogo, sábado, antes das 15 horas. Arrecadação de R$ 5.415,00 para despesas totais de R$ 1.106.21 e, assim, renda de R$ 4.308,79. Com esses números o Vocem mantém a condição de clube com melhor público na Segundona, totalizando 3.087 pagantes em três jogos como mandante.

Sábado que vem, às 15 horas, o Vocem faz a segunda partida consecutiva como mandante no Tonicão. Agora, o derby contra o Atlético Assisense pode render, mais uma vez, recorde de público ao Esquadrão da Fé. No ano passado, dia 20 de abril, o mando do Esquadrão da Fé teve um derby com 2.137 pagantes no Tonicão, resultando em renda de R$ 18,5 mil. No segundo jogo entre as equipes, em um polêmico jogo em que houve falsificação de ingressos, 397 ingressos vendidos foram contabilizados na prestação de contas feita à Federação Paulista de Futebol.



* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.


Nenhum comentário :