Jovem Pan Online - RSS

terça-feira, 2 de junho de 2015

ANÁLISE - Em reabilitação, Atlético Assisense reaproxima do G-12

Cláudio Messias*

A Segundona 2015 chega à reta final do primeiro turno da Primeira Fase. A duas rodadas da virada de turno os clubes em condições de brigar por uma das 12 vagas na Segunda Fase começam a estabilizar suas campanhas. Vale lembrar que de 3 grupos somente os quatro primeiros colocados de cada chave avançam. Ou seja, de cada 10, seis dirão adeus à chance de chegar à Série A-3 de 2016.

A Classificação Geral feita pelo Blog mostra mudança no topo. Ou seja, o Grêmio Prudente é o mais novo dono do status de melhor time do certame. A vitória no confronto direto com o Vocem colocou o time de Presidente Prudente na dianteira com 19 pontos, dois à frente do São Bernardo, melhor time do Grupo 3. Grêmio e São Bernardo são, hoje, os dois únicos invictos da Segundona.

A derrota em casa para o Grêmio Prudente (0x2) custou ao Vocem a queda para a condição de quarto melhor time da Segundona. O Olímpia, líder do Grupo 2, ocupa a terceira melhor campanha com os mesmos 16 pontos do Esquadrão da Fé, mas com maior saldo de gols: 9 tentos, ante 7. E não fosse o Jabaquara ter perdido 3 pontos no TJD, o time de Assis cairia, na atual circunstância, para a condição de quinto melhor classificado entre os 3 grupos em disputa.

O equilíbrio do Grupo 1 continua destoando das demais chaves. Tanto que o Fernandópolis, terceiro colocado no grupo, encontra-se no limite de pontuação do G-12, com os mesmos 11 pontos de Olé Brasil, Suzano e Elosport. Já o Noroeste, que entrou no G-4 do Grupo 1 na sétima rodada, domingo passado, ocupa, na Classificação Geral, a 14.a colocação, atrás, inclusive, da Inter de Bebedouro, que soma os mesmos 10 pontos porém tem melhor saldo de gols.

Noroeste e Atlético Assisense, que venceram seus jogos fora dos próprios domínios, na rodada passada, foram amplamente beneficiados com o cruzamento de resultados. O Falcão do Vale está a um ponto das zonas de classificação do Grupo 1 e do G-12, ou seja, voltou a dispor de campanha, em números, que o colocam em condições de brigar com igualdade tanto pela classificação quanto por um bom desempenho na Segunda Fase.

Na parte de baixo da tabela, na Classificação Geral, o Bandeirante, com o empate em 2x2 com o América, não saiu da última colocação no Grupo 1, mas deixou o status de pior time do campeonato. Agora, a lanterna da classificação geral é do ECUS, que soma apenas 1 ponto em 7 jogos disputados, tendo marcado 4 gols e sofrido 17, saldo negativo de 14 tentos.

O pelotão de elite da Segundona 2015 continua formado por quatro clubes. Grêmio Prudente, São Bernardo, Olímpia e Vocem são, disparado, as agremiações com condições reais de não só brigar pela classificação, mas, até o momento, de figurar entre os 4 que garantem acesso à Série A-3. Mesmo com o único tropeço até aqui, diante do Grêmio Prudente, o Vocem soma 16 pontos, 5 a mais que o décimo segundo colocado na Classificação Geral, Eslosport.

Estatística - Computada a sétima rodada o Tanabi continua sendo o time mais faltoso da Segundona 2015, tendo cometido 145 infrações. O Noroeste é a agremiação mais comportada, com 90 faltas cometidas. O Bandeirante é dono da maior marca de cartões amarelos: 27. Taboão da Serra, Atlético Assisense e Elosport, com 15 punições de advertência, têm o status de mais comportados no quesito cartões amarelos. Já o reis do cartão vermelho são Inter de Bebedouro, São Carlos, Palmeirinha, Jabaquara, Mauaense e Diadema, com 4 expulsões. Grêmio Prudente, Olímpia, São Bernardo, Suzano e ECUS ainda não tiveram jogadores expulsos nessa temporada.

O melhor ataque da Segundona é do Grêmio Prudente, com 15 gols. Também está no Grupo 1 o time de pior ataque do certame, o Bandeirante, com apenas 3 tentos. A melhor defesa é do Olímpia, vazada somente 4 vezes. Já a pior defesa é do Palmeirinha, que sofreu 14 gols.

 Aviso  - A partir dessa sétima rodada o Blog passa a acatar as decisões do TJD relacionadas a punições aos clubes participantes da Segundona 2015. Até a Classificação Geral da sexta rodada o blogueiro havia optado por manter a pontuação de Jabaquara e Diadema, punidos, respectivamente, com a perda de 3 e 6 pontos, devido a irregularidades envolvendo inscrições de jogadores. Ou seja, antes, na tabela elaborada pelo Blog e que reúne as campanhas dos 30 clubes em disputa, a pontuação de cada agremiação independia do abatimento determinado pelo TJD.

Nessa sétima rodada também o Amparo entrou com 3 pontos a menos, perdidos em decisão do TJD na sessão plenária do dia 25 de maio. O blogueiro concordou com a opinião de jornalistas esportivos que, da Grande São Paulo, acompanham o dia a dia do Campeonato Paulista diretamente na Federação Paulista de Futebol. Ou seja, um clube que não tem competência para escalar atleta plenamente regular não pode ter campanha compatível à de quem trabalha com lisura e sabe obedecer a prazos. Justiça, pois, com quem trabalha direito. Recado publicado é comunicado dado.



* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Nenhum comentário :