Jovem Pan Online - RSS

segunda-feira, 15 de junho de 2015

SEGUNDONA BRAVA - Atlético Assisense e Vocem estariam em chaves opostas na 2.a Fase

Cláudio Messias*

Terminado o primeiro turno da Primeira Fase da Segundona 2015, a última das divisões do Campeonato Paulista de Futebol, 12 clubes destacam entre as 30 agremiações participantes. Metade do caminho está percorrido para, aí sim, iniciar uma verdadeira guerra visando às 4 vagas na Série A-3 de 2016, cujo formato e denominação a Federação Paulista de Futebol estuda modificar.

Faço, cá no Blog, desde 2013, a Classificação Geral dos clubes que disputam a Segundona, reunindo em uma só tábua todas as agremiações participantes, distribuídas em ordem crescente de produção, rodada a rodada. Na temporada de 2015, acredito, essa metodologia de medir forças no torneio ganhou maior validade, uma vez que são apenas 3 grupos e neles estão reunidos os números recordes de 10 clubes. De cada um saem 4 clubes, que depois irão compor duas chaves com 6 agremiações cada. Somente os dois primeiros colocados de cada um desses grupos finais garantem o acesso para 2016. Os primeiros colocados decidem, em jogos de ida e volta, quem é o campeão.

Olhando para cada uma das três chaves, hoje, vemos três forças equânimes disputando a condição de melhor campanha do certame, passadas 9 rodadas. Grêmio Prudente e Olímpia, líderes, respectivamente, dos grupos 1 e 2, somam os mesmos 22 pontos. Se o ataque do time de Presidente Prudente é o melhor de todos, com 20 gols marcados, o clube de Olímpia tem a melhor defesa, vazada somente 3 vezes, o que lhe dá melhor saldo de gols: 12 tentos. 

Olhar atento, também, para São Bernardo e Jabaquara, do Grupo 3. O primeiro tem 21 pontos, um a menos que Grêmio Prudente e Olímpia, e um ataque com 19 gols, perante uma defesa com 8 gols sofridos, saldo positivo de 11 tentos. Já o Jabaquara vem de perda de 3 pontos no TJD e mesmo assim mantém a vice-liderança da chave, com 17 pontos. Em campanha, as mesmas 6 vitórias, com 16 gols marcados, 7 sofridos, e saldo positivo de 9 tentos.

São essas, hoje, as quatro maiores forças da Segundona, com fôlego inicial para brigar pelas vagas do acesso. Paralelamente vêm outro grupo de elite, formado por Lemense, São Carlos, Elosport e Vocem. O time de Leme tem 18 pontos, enquanto os demais somam 17 pontos. Três clubes do Grupo 2 e um do Grupo 1. Curiosa, porém, a situação do Lemense, que, se tem uma das oito melhores campanhas do certame, dispõe de um desempenho totalmente irregular da relação ataque-defesa, com saldo negativo de 1 tento. Fez 13 gols, mas sofreu 14.

O Grupo 1 tem a maior disparidade entre o G-4 e as demais equipes que ainda sonham com a classificação. O líder Grêmio Prudente mantém folga de 10 pontos sobre o quinto colocado Fernandópolis, ou seja, 22 pontos de campanha ante 12 pontos do primeiro clube fora da zona de classificação. Abaixo, Noroeste e Atlético Assisense empatam em campanha, com 16 pontos. Ou seja, entram no returno com 4 pontos de vantagem sobre o Fernandópolis e por mais que tropecem na próxima rodada, ainda assim não saem do G-4.

No Grupo 2 o Olímpia mantém vantagem apertada sobre o quinto colocado Inter de Bebedouro. Trata-se da chave mais equilibrada da Segundona 2015. Olímpia com 22 pontos, Inter com 16. O time de Bebedouro está a um ponto do quarto colocado Elosport e vem de campanha crescente nas quatro últimas rodadas, abrindo 5 pontos em relação ao adversário mais próximo na parte de baixo da tabela, o Olé Brasil, que soma 11 pontos.

O Grupo 3 tem o único clube invicto da temporada. O São Bernardo tem 6 vitórias e três empates, marcou 19 gols e sofreu 8 (saldo positivo de 11), e com 21 pontos está a 9 pontos do Suzano, quinto colocado. O time de Suzano fica um ponto atrás do Mauaense, que fecha o G-4 da chave. E tem a sombra do Taboão da Serra, que com 10 pontos está na cola do seleto grupo em condições de avançar para a Segunda Fase.

As três piores campanhas da Segundona são muito parecidas. Bandeirante e Palmeirinha somam três pontos, com o diferencial de que o segundo venceu uma partida, enquanto o outro vem de três empates. Seis derrotas para o Bandeirante, no Grupo 1, e 8 resultados negativos para o Palmeirinha, no Grupo 2. Pior para o ECUS, lanterna do Grupo 3, que perdeu 7 vezes e empatou duas. No quesito pior defesa, azar do Palmeirinha, vazado 21 vezes, ante 19 do ECUS e 15 do Bandeirante. Pior ataque do Bandeirante, que balançou as redes adversárias somente 3 vezes. Seis gols para o ataque do Palmeirinha, 5 para o do ECUS.

Segunda fase - O Regulamento do Campeonato Paulista para a Segunda Divisão prevê o cruzamento entre clubes das três chaves para compor os dois grupos com seis agremiações cada na Segunda Fase. Ainda faltam nove rodadas para fechar a Primeira Fase, mas, findado o primeiro turno, é possível visualizar, a partir do parâmetro traçado nos parágrafos anteriores dessa postagem, quem cruzaria com quem caso a fase tivesse terminado ontem.

Não dá para falar em sorte ou azar para clubes que, hoje, caíssem no Grupo 4 ou no Grupo 5. Ambas as chaves poderiam ser chamadas 'da morte', uma vez que são compostas por clubes com regularidade de produção nos nove primeiros jogos que disputaram. Alguns confrontos, porém, destacam em interesse, como no caso de Grêmio Prudente x São Bernardo, que na simulação estão no Grupo 4, mesma chave de Atlético Assisense, Lemense, São Carlos e Mauaense.

Fica evidente, pois, que Atlético Assisense e Vocem não se enfrentariam caso a Segunda Fase começasse agora. O Vocem ficaria no Grupo 5, que teria o interessante confronto entre Olímpia e Jabaquara, duas das quatro maiores forças do campeonato na atualidade. O time de Assis teria pela frente, de novo, o Noroeste, a Portuguesa Santista e o Elosport.

Que venham as próximas nove rodadas para confirmar, ou não, a composição das chaves da Segunda Fase. O returno começa no próximo final de semana, com o Vocem recebendo o José Bonifácio e o Atlético Assisense indo a Bauru no confronto mais que direto pela permanência no G-4 com o Noroeste. Os times de Assis venceram esses mesmos confrontos no primeiro turno, com destaque ao Vocem, que alcançou os três pontos jogando fora de casa.

Os jogos da Segunda Fase estão programados para começar no dia 23 de agosto, já na 19.a rodada. A última rodada acontece dia 25 de outubro, quando já serão conhecidos os 4 clubes com acesso garantido.



* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Nenhum comentário :