Jovem Pan Online - RSS

segunda-feira, 25 de maio de 2015

ANÁLISE DA RODADA - Vocem e Grêmio Prudente destoam dos demais no Grupo 1

Cláudio Messias*

A sexta rodada da Segundona 2015 foi dos visitantes. Em oito dos 15 jogos disputados os mandantes perderam para seus adversários visitantes. Nenhum dos confrontos terminou em 0x0. Destaque para os líderes de chaves Vocem, Olímpia e São Bernardo, que somaram mais três pontos e estão na dianteira do G-12, que é o grupo de clubes das 3 chaves em disputa que, por campanha, mostram-se em condições de brigar pelo acesso à Série A-3. Dos três, só o Olímpia jogou em casa, fazendo prevalecer a retórica de que visitar o estádio Maria Tereza Breda, em Olímpia, é tarefa árdua. Que o diga o Lemense, que até vinha de campanha regular no certame, mas saiu de Olímpia com um sonoro 5x0 adverso.

No Grupo 1 o Vocem e o Grêmio Prudente destoam dos demais 8 clubes que integram a chave do Oeste Paulista. Venceram seus jogos ante, respectivamente, América (3x1) e Atlético Assisense (1x0), na casa dos adversários, e travam a mais acirrada disputa pela liderança nessa versão 2015 da Segundona. Somente o critério de desempate diferencia as duas campanhas e quis o destino que, a essa altura de extremo equilíbrio, o líder Vocem recebe, no próximo sábado, o rival Grêmio Prudente, no estádio Tonicão, em Assis. Quem vencer ganha a condição de líder isolado não só do Grupo 1, mas de todo o campeonato. Afora a paixão do futebol e prevalecendo a neutralidade de olhar sobre as duas campanhas, difícil apontar favoritismo, ainda mais com o histórico dos dois times de prevalência de vitórias em jogos fora de seus próprios domínios.

A situação do Grupo 1 é tão delicada na Segundona 2015 que o terceiro colocado da chave, o Fernandópolis, tem apenas a 12.a melhor campanha entre os 30 participantes do torneio. O quarto colocado Osvaldo Cruz, então, tem a 15a. campanha da temporada. E confirmando o declínio já constatado, aqui no Ranking do Blog, na semana passada, o Atlético Assisense continua despencando. Hoje o Falcão do Vale tem apenas a 18a, campanha no cruzamento das três chaves, o que significa que, caso inicie a reabilitação e volte ao G-4 do próprio grupo, entrará na Segunda Fase em desvantagem em relação aos adversários diretos. Daí, pois, o parâmetro geral que pode ser tirado do cenário comparativo em voga.

É importante ressaltar que no dia 11 de maio o Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol decidiu pela punição de Diadema e Jabaquara com a perda de 3 pontos. Essa subtração, porém, não é feita na tabela correspondente ao Ranking do Blog, que mede a suficiência de campanha dos 30 clubes dentro de campo, em detrimento da cartolagem que predomina debaixo dos tapetes do TJD. Principalmente o Diadema venceu o confronto que, julgado pelo Tribunal, lhe tirou, duas vezes, 3 pontos na campanha (descontados os 6 pontos o Diadema cairia para a antepenúltima campanha entre os 30 clubes em disputa). 

No momento, passadas seis rodadas, os adversários a serem respeitados para a Segunda Fase estão no Grupo 2. Os cinco primeiros colocados da chave figuram o G-12 do Ranking: Olímpia, São Carlos, Elosport, Olé Brasil e Lemense. Na prática, o Lemense, mesmo estando fora do G-4 de sua chave, tem melhor campanha que Fernandópolis e Osvaldo Cruz, atuais terceiro e quarto colocados do Grupo 1.

A parte de baixo da tabela continua mostrando o Bandeirante, de Birigui, como confirmador do baixo poder do Grupo 1. Lanterna da própria chave e dono da pior campanha do campeonato, o time de Birigui ganha a companhia do ECUS, que só não iguala em campanha porque tem um gol negativo de saldo a menos. Pior, entre os oito com campanha mais desastrosa no certame ainda aparecem Tanabi (23.o), América (24.o) e José Bonifácio (26.o).


* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Nenhum comentário :