Jovem Pan Online - RSS

domingo, 8 de setembro de 2013

Assisense vence Olímpia e põe mão na vaga para 4ª fase

Cláudio Messias*
 
Hoje vivenciei uma situação inédita em meus 28 anos de jornalismo. Com meu time jogando em casa, no Tonicão, tive de acompanhar o confronto contra o Olímpia à distância. Com compromissos aqui, em Campina Grande, na Paraíba, ouvi o jogo pelas rádios Menina AM e Difusora AM, ambas de Olímpia, já que nenhuma emissora de rádio de Assis, vergonhosamente, teve suficiência, competência e profissionalismo de cobrir o time da cidade nesse campeonato da Segundona.
 
Mas, ouvindo pelo rádio, passei raiva em duas circunstâncias. A primeira delas, óbvio, é relacionada à parcialidade dos radialistas de Olímpia. Afora isso, percebi que realmente o Assisense esperou o adversário para explorar os contra-ataques. Meu amigo, raro e exceto leitor, todos sabemos muito bem o risco que é jogar assim. Ainda mais contra um Olímpia que tem jogado melhor fora de casa do que dentro de casa. E o Tonicão não é a casa do Olímpia. Alguma dúvida de que o Olímpia imporia o jogo e determinaria o ritmo da partida? Eu não tinha nenhuma. E creio que quem foi ao estádio tenha confirmado isso.
 
O jogo, em suma, pode ser resumido como dominado pelo Olímpia e vencido pelo Assisense. Mas, o que importa é o placar final, que entra na estatística da classificação. O placar de 2 a 1 para o Assisense só foi confirmado nos acréscimos em penalidade assinalada pelo respeitado e fora de forma Wílson Seneme, excluído há algumas semanas do quadro de árbitros da Fifa por não ter sido aprovado nos testes físicos visando à Copa de 2014. Segundo a fraca rádio Menina AM, o pênalti foi mal assinalado, duvidoso. Já a Difusora AM confirmou que houve o pênalti e, portanto, o segundo gol do Assisense foi legal.
 
O Assisense abriu o placar aos 10 minutos, com Diego Volpini, e sofreu o empate aos 26 minutos iniciais. Com o desfalque de Jaílton, vice-artilheiro do campeonato, o time de Assis sofreu para fazer as ligações com o ataque. Definiu a vitória nos acréscimos do segundo tempo, com Diego Manfio, que entrou na etapa complementar.
 
As duas emissoras de rádio de Olímpia consideraram o time homônimo como melhor no jogo. Não merecia, segundo os radialistas, ter perdido o jogo. Segundo a rádio Menina, o Olímpia merecia ter vencido o Assisense, que naquela opinião é fraco, ridículo. Pegaram pesado, pois ridículo, na realidade, é quem cede empate em casa e depois perde para o time que considera inferior. Um pouco de respeito a mais é bom, pois o Assisense fez, até agora, o que o Olímpia não teve a competência de produzir. Já a Difusora AM, de Olímpia, foi mais equilibrada e disse que o empate seria um resultado mais justo.
 
Terminada a primeira rodada do returno da terceira fase da Segundona o Assisense, para calar a boca dos fracos radialistas da Menina AM, é líder do grupo 18 ao lado do Paulistinha. Ambos têm 8 pontos e se enfrentam já na quarta-feira, às 15 horas, no Tonicão. Para evitar sustos, o Assisense precisa da vitória, pois assim chega a 11 pontos e garante a classificação. O empate pode ser entendido como resultado arriscado, pois o time iria a 9 pontos e pode ver o Olímpia aproximar-se novamente, chegando a 8 pontos contra o já eliminado Suzano. Em caso de empate entre Suzano e Olímpia, em Suzano, Paulistinha e Assisense decidirão, apenas, quem será o líder do grupo, pois ambos estarão classificados.
 
Uma semana atrás eu advertia, aqui, para a traiçoeira zona de conforto de Assisense, Olímpia e Paulistinha. Quem perdesse nessa quarta rodada da terceira fase ficaria em situação complicada caso os outros dois vencesse. Foi o que ocorreu com o Olímpia, que liderava o grupo favorecido pelo saldo de gols. De líder caiu para terceiro e só tem chances indiretas de classificação, dependendo de tropeços de Assisense e Paulistinha. Dos 3 times o que tem o returno a seu favor continua sendo o Assisense, pois faz mais um jogo em casa, no confronto direto com o Paulistinha, e encerra a terceira fase em Suzano, contra o já eliminado União, enquanto vê Paulistinha e Olímpia fazerem o jogo da morte em São Carlos.
 
Não opino sobre o que não vejo e, portanto, não tenho conclusões sobre o comportamento do Assisense agora há pouco, frente ao Olímpia, uma vez que, repito, não estou em Assis. Acho que o time depende excessivamente de Jaílton e fiquei feliz que a vitória desse domingo tenha ocorrido mesmo sem o time contar com seu centroavante, suspenso. Claro, o Assisense não é o melhor time do campeonato. Mas o Olímpia também está longe de sê-lo. Cada um no seu quadrado e chorando por suas emoções. Hoje, sorrimos, enquanto o Olímpia, chora. É o universo do futebol. De nossa parte, a Série A-3 está ali, na próxima porta a ser aberta, chamada quarta e penúltima fase. Eu acredito.
 
A rodada - Nos demais jogos ocorreram surpresas. Definitivamente, paremos de falar em favoritos. Para ser sincero, prefiro que radialistas que cobrem times adversários realmente rebaixem o Assisense para a condição de mediano. Melhor assim. Afinal, os badalados Diadema e Inter de Bebedouro são só decepção. O primeiro deu adeus definitivo à Segundona com a derrota, hoje, para o XV, em Jaú, por 1 a 0. Já o Inter de Bebedouro sofreu 2 a 0, em casa, da surpreendente Matonense, que já está classificada. O Inter só tem chance matemática e depende de uma combinação mirabolante de resultados.
 
O grupo 16 continua o mais embolado e disputado da terceira fase. Nele, Água Santa e Atibaia têm 9 pontos e a Portuguesa Santista, tem 6. O Fernandópolis, que perdeu mais uma casa, hoje, para o Atibaia, por 2 a 1, está definitivamente eliminado. Pelo grupo 17 três times mantêm a briga pela vaga, pois o Tanabi também está fora. O Tupã joga daqui a pouco, às 15 horas, em Cotia. O time da região tem 7 pontos e com o empate entre Primavera e Tanabi (1 a 1), ontem, pode garantir vaga com uma vitória fora de casa. Caso empate, chega a 8 pontos, abre 3 pontos em relação ao segundo colocado e precisaria de apenas 2 de 6 pontos em disputa para chegar à quarta fase.
 



Grupo 18
Col
Equipe
TP
J
AJ
V
E
D
GP
GC
SG
VP
DP
CA
CV
TF
p
Assisense
8
4
2
2
2
0
6
3
3
0
0
7
2
51
u
Paulistinha
8
4
2
2
2
0
6
4
2
0
0
4
0
47
q
Olímpia
5
4
2
1
2
1
10
7
3
0
0
2
0
41
u
Suzano
0
4
2
0
0
4
3
11
-8
0
0
11
1
46
TP- Total Pontos E- Empates SG- Saldo de Gol CV- C. Vermelho J- Jogadas D- Derrotas VP- Vitória Penalti TF- Total Faltas AJ- A Jogar GP- Gols Pró DP - Derrota Penalti V- Vitórias GC- Gols Contra CA- C.Amarelo

*Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre em Ciências da Comunicação pela ECA/USP

Nenhum comentário :