Jovem Pan Online - RSS

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

REFORÇOS - Atlético Assisense regulariza contratados e rescinde com Aguiar

Cláudio Messias*

A nova realidade do Atlético Assisense, enfim, é formal. O clube registrou, nessa sexta-feira, os últimos contratos visando à disputa da Segunda Fase do Campeonato Paulista. E o que o torcedor de Assis verá, nesse domingo, diante do São Carlos, tende a ser um novo time, em comparação àquele que classificou-se com duas rodadas de antecedência.

O Boletim Informativo da CBF desse 21 de agosto acaba de lançar os registros dos jogadores Luca Geovane Frazão, de 19 anos, José Luis dos Santos, de 22 anos, Sérgio Matias Lisboa, de 22 anos, e Gabriel Modesto, de 22 anos. Quatro reforços e uma baixa, pois o mesmo BID formaliza a saída de Mateus de Aguiar Guerreiro, que desde ontem encontra-se em Portugal, país onde disputará a Liga 2 pelo Sporting.

Os quatro reforços do Atlético Assisense confirmam a identidade do clube com a cidade de Cândido Mota. Luca Frazão e Gabriel Modesto são nascidos naquela vizinha cidade e devem ser aproveitados pelo técnico Carlos Alberto Seixas nesse início da Segunda Fase da Segundona 2015. Frazão vem de disputa, em 2014, do torneio Sub-20 pelo Vocem, enquanto Gabriel Modesto chega como esperança de experiência para o setor de marcação no meio-campo, com participação, no primeiro semestre, na Série A-3 pelo Cotia. Sérgio Lisboa, de 22 anos, é nascido em Echaporã e faz parte, também, da política do técnico Carlos Alberto Seixas de valorizar talentos revelados pela região.

Agora, o elenco do Atlético Assisense passa a ser de 34 atletas profissionais. Isso não significa, contudo, que todos poderão ser utilizados para a disputa do restante da Segundona. Quatros dos jogadores estão com idade acima de 23 anos e somente 3 podem ser listados para a disputa dos jogos. E se quatro reforços chegaram para a Segunda Fase, quatro precisaram deixar o clube. São eles: Thiago Batista, Luis Mauro, João Paulo Souza e Elivelton Flerias da Silva. O artilheiro Aguiar não entrou nesse cálculo de baixas.

Thiago Batista também é nascido em Cândido Mota e jogou 7 vezes pelo Falcão do Vale. Foi expulso uma vez e não marcou gols. Luis Mauro é natural de Porto Alegre e atuou 3 vezes pelo time de Assis nesse ano, sem marcar gols. João Paulo é natural de Rio Verde, Goiás, disputou 9 jogo e recebeu um cartão amarelo, sem marcar gol. Já o caso de Elivelton Flerias, de apenas 18 anos, é mais complicado. O jogador contundiu-se, precisou fazer uma cirurgia e não tem condições de retornar a campo nessa temporada, mesmo que eventualmente o Atlético Assisense faça a final do torneio. Elivelton é nascido em Assis e disputou 12 dos 18 jogos que o time disputou na Primeira Fase. Recebeu um cartão amarelo e também não marcou gol.

* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Nenhum comentário :