Jovem Pan Online - RSS

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

CLASSIFICAÇÃO GERAL - Atlético Assisense distancia, em produção, do G-2

Cláudio Messias*

A retórica continua sendo a mesma quando o assunto  é produção compatível à margem necessária para garantir vaga na próxima fase da Segundona 2015. Logo, somadas todas as 12 campanhas dos clubes que encontram-se na Segunda Fase, medir as chances de cada um de chegar à Série A-3 de 2016 requer considerar o que, durante todo o certame, cada agremiação produziu.

Passada a primeira rodada da Segunda Fase há algo lógico prevalecendo nos números da Segundona. O Olímpia continua sendo o melhor clube, em todos os quesitos que valem na soma de critérios previstos no Regulamento. O clube soma 45 pontos, 14 vitórias e saldo positivo de 27 gols, resultado de uma defesa que é a menos vazada no torneio (8 gols). Olímpia que venceu o Grêmio Prudente (2x0) em pleno estádio Prudentão e, nesse domingo, recebe o Jabaquara, que tem somente a sexta melhor campanha entre os 12 que figuram a Segunda Fase.

Os clubes que perderam em casa chegam a essa segunda rodada da Segunda Fase pressionados. É o caso do Atlético Assisense, derrotado pelo São Carlos (2x0) e, agora, precisando sair de Santos, onde nesse sábado enfrenta o Taboão da Serra, com 3 pontos, para manter-se próximo do G-2, ou seja, o selete grupo formado pelos líder e vice-líder da chave que garantem vaga na Série A-3. Time de Assis na lanterna do Grupo 5 e vendo o São Carlos, na rodada, receber o Grêmio Prudente. Na base do 'secômetro', torcida por vitória do Olímpia e empate entre São Carlos e Grêmio.

A vantagem do Atlético Assisense, quando cruzadas as campanhas desde o início do campeonato, é que o Taboão da Serra mostra-se o mais irregular entre os 12 clubes que disputam a Segunda Fase. Taboão com 34 gols marcados, mas, em contrapartida, uma defesa inconstante que sofreu 23 gols. O fator que muita gente considera favorável para o time de Assis mas o blogueiro ignora é que o adversário desse sábado mandará seu jogo no estádio Ulrico Mursa, em Santos, cumprindo punição determinada pelo TJD. Pouca ou nenhuma diferença isso faz, pois o Taboão praticamente não leva torcida a seus jogos e desde 2013, quando enfrentou o mesmo Atlético Assisense na Segunda Fase da Segundona, já intercalava mandos de jogos fora de Taboão da Serra.

Dos 9 jogos que mandou na Primeira Fase, nesse ano, o Taboão da Serra venceu 5, empatou 2 e perdeu outras duas. Já o Atlético Assisense é visitante ingrato, pois em 9 jogos fora de seus domínios venceu 5, empatou 2 e perdeu somente duas vezes. Chance, portanto, de, aproveitamento o retrospecto da temporada, o Falcão do Vale buscar os 3 pontos que o recolocam na briga direta pela vice-liderança da chave. Prognóstico esse, é bom ressaltar, que considera a irregularidade na campanha do Grêmio Prudente, que tem perdido fôlego desde a segunda metade do returno da Primeira Fase.

* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Nenhum comentário :