Jovem Pan Online - RSS

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

PERSONAGENS - Atlético Assisense 0x2 Vocem




Lembra-se da família de corujas que, aos poucos, esvaziou o ninho? Então. Nesse
domingo só tinha essa coruja por lá. Com olhar, claro, de poucos amigos.

A mística foi mantida e o Atlético Assisense usou, novamente, os vestiários
destinados aos visitantes

Um detalhe interessante chamou atenção durante a execução dos hinos
Nacional e de Assis: jogadores das duas equipes em formação de ordem, com
a mão direita sobre o ombro do companheiro da frente.

Jogadores postados em respeito aos hinos e membro do quarteto
de arbitragem nessa de tagarelar...

Jogadores de Vocem e Atlético Assisense fizeram um jogo duro...

... mas jamais prevaleceu a falta de respeito. Equipes muito bem comandadas.

União e fé: palavras que definem o perfil desse Atlético Assisense
já classificado para a Segunda Fase

Os Maritacas chegaram ao Tonicão com a bola já rolando. E apavoraram

Clima descontraído até nos espaços paralelos do derby

Tudo azul na ensolarada manhã de domingo, no Tonicão

Dupla proteção para o garotinho: sol e a brisa fria do início de manhã

Que gosto, afinal, tem tinta azul?

Só faltou a borrachinha do aparelho ser azul

Os Maritacas vieram de Cândido Mota com faixa

Torcida organizada candido-motense tem ditado o ritmo no Tonicão

Tupãzinho em momento "início de jogo": instrução daqui,
orientação dali, cobrança acolá.

Tupãzinho em momento 'e esse gol que não sai logo': paciência no limite

O primeiro lance de perigo do Atlético Assisense saiu de um chute despretensioso
da intermediária: bola quicou no morrinho artilheiro e quase surpreendeu o
goleiro João Ricardo, do Vocem: sim, a foto saiu sem foco.

Barduzzi Pai, assíduo frequentador do Tonicão: nesse domingo, o blogueiro recebeu, de presente, um número de rifa adquirido por Barduzzão. A "Ação Entre Amigos", valendo um garrote, tem por objetivo arrecadar fundos para cobrir as despesas médicas do jogador Elivelton, do Falcão do Vale, submetido a cirurgia e, portanto, fora da Segundona 2015. A rifa foi vendida nesse domingo, no setor de bar do Tonicão. Sorteio dia 12 de setembro, com o compromisso, desde já, de, em eventual  sorte do blogueiro, o prêmio ser dividido com jogadores e comissão técnica do time que presentou Assis com a classificação antecipada para a Segunda Fase. Segundo Barduzzi, sempre da aquisição de rifas há sorte.

Era para pintar só a cara?

Com o passar das horas e o final da manhã, um sombreiro desse era artigo de luxo

Presença feminina no Tonicão, característica dos jogos do Atlético Assisense

Sim, banho é bom.

Encontro de gerações, Tonicão lotado para o derby

Juventude tem feito das arquibancadas do Tonicão mais um
local de reencontros

Sim, a corneta e o corneteiro não poderiam faltar

Não houve, de novo, parada técnica para reidratação dos atletas. O jeito foi
apelar para as interrupções e, a exemplo do que fez o artilheiro Aguiar,
refrescar. Apesar de, na foto, o atacante não estar exatamente
colocando água pra dentro.

A foto foi feita segundos após o atacante Aguiar servir,  no centro da área, o
meia Diego Iatecola, que de frente para o gol chutou por cima, pra fora. Desespero
total dos jogadores do setor defensivo, que minutos antes haviam
evitado o primeiro gol do Vocem. Sim, em derby as oportunidades,
quando desperdiçadas, fazem falta no final.

Cenas assim, com as arquibancadas tomadas por torcedores, enchem de orgulho
aqueles que admiram o futebol e o espetáculo por ele regido

A cobrança de escanteio foi minuciosamente calculada...

... mas, por cima, o goleiro João Ricardo não perdoava uma.

Dia dos Pais começou bem, em família, nas arquibancadas do Tonicão

O pastel, aparentemente delicioso, sofreu a primeira mordida..

... seguida por um gole de refrigerante gelado e...

... claro, seguidas mordidas do garotinho que, volta e meia, até que olhava
para o que ocorria no gramado.

Bodão, figura carismática da Vila Operária e arredores, tem o meu respeito e minha amizade. Dono do antigo São José, clube do futebol varziano de Assis, esse ex-goleiro e irmão da lenda viva Zé Davi, aceitou que o blogueiro defendesse o gol de seu time. Isso, lá pelos idos de 1984, em uma época em que disputávamos os jogos, aos sábados à tarde ou aos domingos pela manhã, no mesmo estádio Tonicão, que ainda não passava de uma área com, apenas, terraplanagem. Bodão é Falcão do Vale.

Pequenos torcedores de hoje serão os cidadãos que, no futuro, darão continuidade
ao lema do Derby da Paz, em que prevalece o respeito mútuo e a torcida
para que o futebol de Assis como um todo continue revelando
nossos craques para o mundo.

Olhar atento e concentrado do garotinho
Muitas gerações da cidade de Assis já provaram da pipoca
preparada por essas mãos

As mulheres e seus charmosos acessórios de proteção ao sol

Já o jeito masculino de proteção ao sol resulta nisso.

Emia de Derby da Paz, família inteira reunida e uniformizada

Simpatia em pessoa a 'ex-primeira-dama' do Atlético Assisense

Beleza e simpatia na torcida feminina

O dia era dos Pais, mas a presença feminina reinava absoluta

Falando ao celular ou ouvindo radinho de pilha?

Família de boa conversa...

... e interação extremamente agradável na arquibancada do Tonicão

Estádio com recorde de público no Dia dos Pais

Há uma ala da torcida que assiste aos jogos em pé, rente à grade que dá
acesso à arquibancada.

O estiloso chapéu protegia do sol...

... e dava a tônica da identidade de muitos torcedores

Vocem ou Atlético era dúvida local. A certeza nacional está na cor da camisa.

A primeira torcida organizada de Assis a cidade jamais esquecerá

Escadinha da conversa, no intervalo: e pausa nas provocações
principalmente sobre o quarto árbitro

Família Bezson reunida e unida: e esse garotinho da esquerda foi um dos primeiros cliques do blogueiro lá pelos idos de 2013, com os bastidores das arquibancadas

Intervalo de jogo e olhar deixa o campo para percorrer a arquibancada

A Torcida Jovem tem seu lado experiente também. E é sempre bom ouvir
os mais experientes.

Lembra-se do rapaz da corneta: Ele, também, é do self.

Toda a beleza feminina assim...

Beleza congênita

No intervalo todo mundo abandona o batuque

E no intervalo, também, o rapaz aí sossegou o facho

Enquanto uns curtem o lazer no estádio, outros ganham o pão dignamente

Se o torcedor não vai à pipoca, a pipoca vai ao torcedor no Tonicão

Um pedacinho assim, de felicidade da moça

Momento Tupãzinho de "e esse gol que não sai": coitado do boné.

Essa expulsão gerou controvérsias, mas não foi utilizada como
pretexto para justificar o resultado final: bom árbitro

A simpática repositora de bolas voltou. E o Tonicão ficou ainda mais belo.

Mas, o nervosismo aparente, com o resultado adverso,
sacrificou as unhas da mocinha

Jeito diferente de mostrar as solas da chuteira ao quarto árbitro,
antes de entrar em campo

Com um jogador a menos o técnico Seixas teve que sacrificar o sistema tático...

O reconhecimento da torcida pelo sacrifício tático foi retribuído por Everton

Concentração total nos lances do jogo

Pensativo, o técnico Carlos Alberto Seixas percebia
que seria difícil reverter o resultado adverso...

... mas, no outro banco, o placar parcial de 1x0 também desagradava Tupãzinho

Poucos torcedores notam ou dão importância a esses atletas, que
igualmente reinam durante a semana e precisam estar
aptos a entrar em campo em qualquer emergência

A simpática aguarda a boa vontade dos torcedores na reposição
da bola lançada na arquibancada

O goleiro Augusto não teve culpas nos dois gols que sofreu. Continua
com crédito com a torcida

Foram aplicados doze cartões amarelos no jogo, sendo 6 para cada lado

Esse lance preocupou a todos, pois o lateral Matheus Frazão...

... ficou desacordado por alguns segundos, até restabelecer-se e volar ao jogo

O Atlético Assisense precisando de pressa para tentar empatar o jogo e
o torcedor retendo a bola na arquibancada. Que beleza!

O goleiro João Ricardo, um dos destaques do Vocem no derby

Terminado o jogo, o protocolar e educado ato de cumprimentar a arbitragem




Nenhum comentário :