Jovem Pan Online - RSS

domingo, 2 de agosto de 2015

ANÁLISE - Atlético Assisense já está matematicamente classificado

Cláudio Messias*

Enquanto muitos tiram o início de tarde de domingo, depois daquela macarronada com frango e tubaína, para tirar um cochilo, há quem, hoje, tenha debruçado em contas. Não necessariamente para pagar contas, mas, no caso do Atlético Assisense, levantar as possibilidades de o time já estar classificado para a Segunda Fase da Segundona 2015.

A matemática da classificação no Grupo 1 está complexa. Ontem, por exemplo, um cronista esportivo de Presidente Prudente manteve contato com o blogueiro para contestar a afirmação de que o Grêmio Prudente já esteja classificado, como teorizado pelo Blog. Foi informado e, então, ficou convencido, de que uma coisa é olhar a tábua de classificação e projetar a separação existente entre os pontos conquistados pelos clubes e a pontuação a que cada um pode chegar nas próximas duas rodadas, quando do encerramento do returno. Outra coisa é mirar os resultados possíveis considerando os confrontos diretos que vêm pela frente na chave.

Grêmio dentro - Vamos, primeiro, analisar o caso do Grêmio Prudente para, depois, chegar ao Atlético Assisense. Em ambas as circunstâncias o que determina as chances de cada agremiação é o fato de Vocem e Fernandópolis fazerem o duelo direto mais importante da última rodada, dia 16 de agosto. Seria uma espécie de jogo de 9 pontos, pois haveria, hoje, três clubes interessados no resultado desse confronto, programado para o estádio Tonicão, em Assis.

A classificação mostra o Grêmio Prudente com 32 pontos, enquanto o Fernandópolis, que é o primeiro fora do G-4, soma 26 pontos. Com ambas as equipes podendo somar, ainda, 6 pontos, a suposição é que o Grêmio perca os dois jogos restantes (José Bonifácio e Osvaldo Cruz), enquanto o Fernandópolis venceria o América e o Vocem, igualando nos mesmos 32 pontos, as mesmas 9 vitórias e, hoje, apresentando melhor saldo de gols (19 a 14). Visualizar o cenário assim teoriza a eliminação do Grêmio, sem considerar, porém, que o Fernandópolis, para atingir tal condição, teria vencido o Vocem, que por sua vez, mesmo vencendo o Atlético Assisense no derby da semana que vem, estacionaria nos 30 pontos e, assim, terminaria o returno na quinta colocação, atrás do time de Presidente Prudente.

O cálculo relacionado à passagem do Atlético Assisense é mais complexo, porém segue o mesmo fundamento do embate direto entre Vocem e Fernandópolis na última rodada. Tratemos, primeiro, do prisma que mostra o Falcão do Vale necessitando de mais um ponto, entre seis possíveis, para garantir vaga na Segunda Fase. O time de Assis com atuais 30 pontos, quatro a mais que o Fernandópolis, e precisando de um empate ou contra o Vocem, domingo que vem, ou contra o América, na última rodada, em Rio Preto. 

Com 31 pontos atingidos mediante empate com o Vocem os comandados de Carlos Alberto Seixas tirariam do rival a possibilidade de chegar aos 33 pontos. Nesse caso, o Vocem poderia somar, no máximo, os mesmos 31 pontos, mas encerraria o returno com uma vitória a menos. Para isso, teria vencido e eliminado o Fernandópolis, que pararia nos 29 pontos desde que vença o América no domingo que vem. Os dois times de Assis avançariam juntos, com o Atlético Assisense em terceiro e o Vocem em quarto.

Na outra suposição, o Falcão do Vale, por mais que perca para o Vocem no derby da semana que vem, empataria com o América para atingir os 31 pontos que o blogueiro considera ideais visando à classificação. Permitiria que o Vocem viesse a totalizar 30, 31 ou 33 pontos (situações de, respectivamente, derrota, empate ou vitória sobre o Fernandópolis na última rodada). Em eventuais vitórias do Fefecê no desfecho do returno, Vocem fora, com 30 pontos, Fernandópolis dentro, com 32, e Atlético Assisense em quarto, com 31. Se houver empate entre Vocem e Fernandópolis, Vocem dentro, com os mesmos 31 pontos de Atlético Assisense, Fernandópolis fora, com 30. Vitória do Vocem, como já foi afirmado, elimina o Fernandópolis.

Falcão garantido - Enfim, vamos ao cálculo mais otimista que mostra, matematicamente, o Atlético Assisense já classificado para a Segunda Fase. Sim, exatamente agora, quando a chopeira ainda tem líquido para festejar a vitória sobre o freguês Tanabi (1x0), é possível comemorar a presença do Falcão do Vale na segunda e decisiva fase do certame. Tudo, como diz o blogueiro, favorecido pelo tal do derradeiro confronto direto entre Vocem e Fernandópolis.

Para fazer esse cálculo leva-se, primeiro, em conta que o Atlético Assisense viria a perder os dois últimos jogos que lhe restam. Estaciona nos 30 pontos e vê o Vocem chegando aos mesmos 30 pontos na próxima rodada, enquanto o Fernandópolis soma 29 pontos em vitória sobre o América. Assim, na última rodada o Falcão do Vale perderia para o então eliminado América e, assim, entrariam as três possibilidades de resultados de Vocem x Fernandópolis.

Acontece, nesse caso, que Vocem e Fernandópolis se auto-anulam na última rodada. Em eventual empate, Vocem classificado com 31 pontos, Atlético Assisense em quarto, com 30, e Fernandópolis eliminado com os mesmos 30 pontos, porém apresentando uma vitória a menos que o Falcão do Vale. Se houver vencedor a situação fica assim: vitória do Vocem o faz somar os tais 33 pontos e eliminar diretamente o Fernandópolis, que pararia nos 29, vendo o Atlético Assisense com 30; vitória do Fernandópolis o leva a 32 pontos, eliminando o Vocem, parado com 30 pontos e em desvantagem por ter uma vitória a menos que o rival Atlético Assisense.

Entre todas essas possibilidades o blogueiro entende como passível, mesmo, de consideração somente o planejamento de o Atlético Assisense não perder os dois últimos confrontos. O Falcão do Vale tem, hoje, a segunda melhor campanha do returno da Segundona e, por mais que administre com sossego esses quinze dias tensos que vêm pela frente, tem uma regularidade a honrar. Está, a cada jogo, levando mais torcedores ao estádio Tonicão e começam a aparecer as empresas que apoiam seu projeto de acesso à Série A-3. Admitir derrotas, a essa altura, é dar corda a boatos baixos que circularam nos bastidores do jornalismo esportivo durante essa semana, de eventuais valores de R$ 5 mil que estariam rondando os cofres de clubes já sem pretensões de classificação mas com conhecidas situações financeiras calamitosas.

Dignidade tem sido a marca forte do Atlético Assisense nessa temporada. De clube desacreditado passou a ser encarado como força a ser respeitada pelas demais praças da Segundona. Tem de pensar grande, proporcionalmente à grandeza de sua honrosa campanha. Tem o artilheiro da temporada, levará para a Segunda Fase um dos melhores ataques, enfia goela abaixo de seus desafetos um dos melhores saldos de gols entre os 30 participantes e está prestes a anunciar reforços que tendem a colocá-lo na briga direta pelas 4 vagas na Série A-3.

2015, logo, tende a ser o Ano do Falcão.
* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Um comentário :

Vereador Valmir Dionizio disse...

Comentários lúcidos e conscientes de quem entende de futebol!
Parabéns!