Jovem Pan Online - RSS

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

DEMOGRAFIA - Estimativa do IBGE mantém Assis com mais de 100 mil habitantes

Cláudio Messias*

A controvérsia entre as estatísticas do IBGE, que são federais, e da Fundação Seade, que é paulista, continua quando o assunto é a população de cidades como Assis. De um lado, o órgão federal continua mostrando a Sucupira do Vale com mais de 100 mil habitantes. Já a Seade aponta 97 mil habitantes.

Nessa sexta-feira o IBGE divulgou mais uma estimativa populacional para o país, considerando como parâmetro os últimos censos demográficos. País com 204,7 milhões de habitantes, o estado de São Paulo com 44,4 milhões de pessoas e Assis com 101.597 moradores. Se no país nasce um novo brasileiro a cada 19 segundos, em São Paulo surge um novo paulista a cada 1 minuto e 29 segundos. Não há esse tipo de parâmetro para Assis.

Algumas cidades próximas se destacam nas novas estatísticas do IBGE. Marília, por exemplo, saltou de 204 mil habitantes, no início da década passada, para impressionantes 232 mil marilienses. É praticamente uma cidade de Cândido Mota (31.131) incluída naquele perímetro urbano em 15 anos.

Por outro lado, Bauru aparenta estar dando uma freada no crescimento populacional. Estacionou nos 366 mil habitantes e viu Londrina, no Paraná, que igualmente registrou explosão demográfica a partir da década de 1980, disparar: 548 mil moradores. Londrina, aliás, foi transformada em Região Metropolitana na década passada e agrega, com demais municípios, a condição de 26.a colocada entre as emergentes metrópoles do país, totalizando 1.076 mil habitantes. Ainda, Londrina é o 18.o município brasileiro com população acima de 500 mil habitantes.

Na contramão do crescimento demográfico a região perdeu o status de ser sede do município com menor concentração de habitantes do país. Borá, com 836 habitantes, agora é 'mais populosa' do que Serra da Saudade, do interior de Minas Gerais, que tem 818 habitantes.

* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Nenhum comentário :