Jovem Pan Online - RSS

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Contratado, Tupãzinho traz tática e marketing ao Assisense

Cláudio Messias*

Sim, onde há fumaça, há fogo. Pedro Francisco Garcia é o novo treinador do Clube Atlético Assisense. O substituto de Alison Moraes já comanda, nesse momento, o treino coletivo no campo da Assis Diesel, preparativo para o jogo de sábado, em Presidente Prudente, contra o PPFC. E quem é esse novo treinador? Pedro Garcia responde, no universo do futebol, como Tupãzinho. O ex-jogador tem no currículo o ''codinome do codinome'', pois no Corinthians era, na década de 1990, denominado como 'talismã'.

Tupãzinho chega a Assis tendo passado, primeiro, por Salto Grande. Explico. É que a passagem do ídolo da torcida do Corinthians pela vizinha cidade fez gerar uma polêmica briga de bastidores nessa terça-feira. Em reencontro com o ex-goleiro do Palmeiras Veloso, Tupãzinho confidenciou, no final de semana passado, que estava em negociação com a diretoria do Atlético Assisense, sem, contudo, ter avançado nos acertos. Veloso, que participava de um mesmo jogo de confraternização, divide bancada com o igualmente ídolo eterno do Corinthians, Neto, no canal pago BandSports, onde, juntos, fazem o programa "Baita Amigos". Daí a comentar o episódio envolvendo Tupãzinho e o Assisense e Neto soltar a informação no ar bastou, ligar os microfones.

Tupãzinho foi companheiro de Neto na histórica conquista do primeiro título brasileiro pelo Corinthians, em 1990. Foi dele, por sinal, o sofrido e amplamente divulgado gol da vitória sobre o arquirrival São Paulo, em pleno estádio do Morumbi. A diretoria do Atlético Assisense não confirma - só que também não desmente -, mas teria partido de Neto a indicação para que Tupãzinho fosse o técnico do Falcão do Vale nessa temporada. E Neto tem relação direta com o clube de Assis, uma vez que é garoto-propaganda da Multi-/Ar, patrocinador master da agremiação.

Agora, com o contrato assinado, Tupãzinho já trabalha em Assis. O treinador traz toda a sua comissão técnica de confiança e, inclusive, comanda integralmente os preparativos para o jogo de sábado, no estádio Prudentão, contra o Presidente Prudente, ou seja, assume responsabilidades. Ele substitui Alison Moraes, que segundo Carlos Antunes do Rosário, o Boi, presidente do Falcão do Vale, havia se reunido com a diretoria e colocado o cargo à disposição antes mesmo do confronto em Presidente Prudente, que encerra o primeiro turno da primeira fase da Segundona 2014.

De acordo com Boi, o diálogo com Tupãzinho vinha ocorrendo, sim, mas por respeito a Alison Moraes e sua comissão técnica, nada havia sido divulgado ainda. O vazamento da informação através do apresentador e comentarista Neto, no programa Baita Amigos, do BandSports, surpreendeu até mesmo membros da diretoria como Jamil Haddad Filho, que questionou, nas redes sociais, postagens relacionadas ao assunto feitas, por exemplo, pela versão online do Jornal da Segunda. "Quem estava com a incumbência de fazer a sondagem ao Tupãzinho é o Juninho Bezson, nosso diretor é amigo pessoal do treinador e excelente guardador de sigilo", justificou-se o presidente, lamentando o desgaste público provocado pelo episódio.

Com ou sem polêmica, Tupãzinho chega a Assis para um trabalho que prima por colocar o Atlético Assisense na Série A-3 de 2015. Sua contratação é a primeira a fugir do patamar financeiro estabelecido pelo clube, mas tem o aval de aporte do patrocinador master, a Multi-Ar. Com isso, a diretoria do Falcão do Vale espera agregar ainda mais valor às ações de marketing e atrair torcedores. "Nossa média de público tem crescido a cada jogo em que somos mandantes e isso, além de gerar receita em bilheteria, entra como forte elemento de negociação na exploração de placas de publicidade, por exemplo, nossa prioridade de momento", afirma Boi.,

O presidente do Atlético Assisense reconhece a importância de Alison Moraes nessa primeira etapa do projeto de 2014 e diz que só não o manterá nos trabalhos porque Tupãzinho tem os profissionais que, de sua confiança, completam a comissão técnica. Boi lamenta que a derrota de domingo passado, para o Bandeirante (2x0), tenha decorrido de uma série de fatores, inclusive anteriores ao próprio jogo. "Erros aconteceram e não poderiam ser tolerados, ainda mais em um momento crucial como o que sucedeu a histórica vitória que tivemos sobre o Vocem", limitou-se a explicar o dirigente.

Tupãzinho irá trabalhar, contra o Presidente Prudente, sábado, com a mesma equipe que Alison Moraes tinha à disposição. No domingo, dia 4, o treinador deverá ter a primeira reunião com a cúpula do Atlético Assisense e, então, decidir se manterá integralmente o grupo ou se pedirá mudanças. Considerado excelente articulador com agenciadores de jogadores do interior do país, o novo treinador do Falcão do Vale destacou-se, em 2013, por ter conseguido o acesso do Tupã, na mesma Segunda Divisão, formando um time bom baixa folha salarial e alto poder de conquista de resultados. Ou seja, tem exatamente o perfil esperado pelo Atlético Assisense, que iniciou 2014 sem badalações e, hoje, encontra-se na briga direta pela liderança do grupo 1.

Foto: www.corinthians.com.br

Tupãzinho com a histórica foto 
da conquista do Brasileirão de 1990

REVEJA O GOL DE TUPÃZINHO NO TÍTULO DE 1990

Narração eternizada na voz de Osmar Santos, a lenda.


*Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA/USP

Nenhum comentário :