Jovem Pan Online - RSS

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Atlético Assisense terá reforços para derby com Vocem

Cláudio Messias*

Listar e anunciar reforços é uma coisa, escalá-los regularmente para entrar em campo já é outra coisa, bem diferente. Fora dessa cogitação de anunciar, sem confirmar, jogadores que passaram por clubes da elite e até mesmo pela Seleção Brasileira, o Atlético Assisense vai galgando, discretamente, seus passos na Segunda Divisão do Campeonato Paulista de 2014.

O Falcão do Vale adotou como política, nessa temporada de 2014, fazer um trabalho sem badalações. Com receita enxuta e uma provisão de faturamento condizente à realidade da Segunda Divisão, o clube de Assis há mais tempo inscrito e filiado na Federação Paulista de Futebol aprendeu, com as dificuldades dos últimos 12 anos, a adotar a cautela como ingrediente principal de seu trabalho. Colhe, hoje, os resultados disso.

Uma das comprovações de sua política equânime de gestar o futebol está, no Atlético Assisense, o estabelecimento do valor de ingresso cobrado do torcedor. Quem foi ao estádio Tonicão, domingo passado, para ver a vitória sobre o Osvaldo Cruz (2x1) pagou R$ 10 pelo ingresso, ou seja, o mesmo valor de um ano atrás. Conforme o avanço de fases e o aumento dos custos, essas despesas serão compensadas no valor do ingresso, que aumentaria gradativamente para R$ 15 e depois R$ 20. Agora, porém, nada justifica cobrar mais do que R$ 10 pelos jogos cujo mando é do Atlético Assisense.

O próximo jogo do Falcão do Vale será, domingo, às 10h00, no derby contra o Vocem. O mando do jogo é do adversário e, portanto, quem estabelece o valor do ingresso é o mandante. Para ver o clássico o torcedor que for ao Tonicão pagará R$ 15 na bilheteria. Se comprar antecipadamente, conforme anunciado nas redes sociais, o espectador do espetáculo verá esse valor caindo para R$ 10.

Com 3 pontos na tabela de classificação o Atlético Assisense enfrentará o líder isolado do Grupo 1, que soma 6 pontos e 100% de aproveitamento. Situação inusitada, pois o Falcão do Vale, pela primeira vez em sua história, entrará no campo em que sediou seus jogos desde 2003 mas na condição de visitante. Empate fora de casa, portanto, será um resultado a ser respeitado, uma vez que, acima de tudo, o adversário é o badalado Vocem, anunciado como o time que tem os investimentos para chegar à Série A-3 e que deve repetir a estratégia de duas semanas atrás e fazer carreata pela cidade anunciando o jogo, como faziam seus apaixonados torcedores na década de 1980. Com os heroicos 4 pontos (resultado de eventual empate), domingo, o Assisense manteria sua estratégia de classificar para a Segunda Fase, independente de ser ou não líder.

Um coisa, contudo, é esse prognóstico meu, do Blog, sobre o que entendo como bom resultado advindo de empate no Tonicão no domingo. A estratégia da diretoria do Atlético Assisense é outra. A meta, dizem os dirigentes que mantêm contato comigo via redes sociais, é vencer. E, para isso, reforços chegam ao ninho do Falcão. Além das novidades testemunhadas pela torcida que foi ao Tonicão na semana passada (guardo ressalvas ao goleiro Augusto, que ao meu ver precisa confirmar a condição de titular), mais caras novas vestem a camisa que tem as cores predominantes da bandeira da cidade de Assis.

O Atlético Assisense mostra-se, hoje, o principal parceiro do Marília Atlético Clube, que acabou de garantir acesso à Série A-1 do Campeonato Paulista. O Vocem, como foi divulgado pelo Jornal da Segunda Online, tem parceria formalizada com o São Bernardo, também da A-1. E de Marília estão chegando reforços a Assis, só que para a sede do Atlético Assisense. Para domingo, no derby, dentro do elenco de reforços, o Falcão do Vale terá ao menos dois novos reforços à disposição da comissão técnica. Aproveitá-los de imediato ou não dependerá das observações feitas no coletivo apronto da Sexta-feira Santa, a ser realizado fora da cidade de Assis, por estratégia da diretoria de manter o aspecto psicológico dos atletas fora da pressão que a cidade vive sobre a partida.

A intenção do presidente Carlos Antunes "Boi" é ter três jogadores inscritos e à disposição. Nesse  momento, somente um deles já está no boletim da CBF, o BID. Trata-se do volante Pedrinho Portes, que vem do Velo Clube, de Rio Claro, e é considerado fundamental nos planos do técnico Alisson Moraes. Dependem de formalização no mesmo BID, da CBF, o atacante Davis, que veio do Sinop, de Mato Grosso, e o  lateral direito Rafinha, que vem por empréstimo junto ao mesmo Velo Clube. A disponibilidade para o derby, repito, continua dependendo de lançamento de regularização no BID, da CBF, nessa quinta-feira, último dia útil antes do confronto.

A diretoria do Atlético Assisense faz, nessa Sexta-feira Santa, o pagamento dos salários dos jogadores que disputam a Segunda Divisão. A folha de pagamento, diz Carlos Antunes Boi, é discreta, humilde, mas dentro das condições do Falcão do Vale. De acordo com o dirigente, o clube trabalha com salários condizentes à Divisão que disputa, de maneira a poder honrá-los sem prerrogativas de dificuldades. Logo, ao entrar em campo domingo, no derby, o Assisense terá 100% de seus compromissos honrados com atletas e comissão técnica, prioridade número 1 da atual diretoria.

Uma vitória sobre o rival Vocem colocaria o Atlético Assisense na liderança do Grupo 1, independente do resultado do confronto Presidente Prudente FC x Bandeirante, que ocorre no sábado (por mais que o Bandeirante vença, igualmente empataria com o Falcão do Vale, dependendo dos critérios do regulamento para ficar com a primeira ou a segunda colocação). Nessa eventualidade do resultado positivo do alviceleste de Assis torceria por um empate, no domingo à tarde, no jogo Osvaldo Cruz x Grêmio Prudente para manter a dianteira da tabela de classificação.

De minha parte, como não fico em cima do muro, acredito no empate no derby entre Vocem x Atlético Assisense. Dado o rigor com que alguns torcedores extremistas têm levado o confronto, a igualdade no placar deve atenuar os nervos do público e implicar em um desfecho de jogo que tende a predominar com o tão necessário clima de paz entre as torcidas. Mas, ressalto, a igualdade no resultado seria fruto da igualdade das forças, pois arrisco dizer que os dois clubes de Assis são participantes certos na segunda fase da competição.


Fotos: Pedro Araújo/Atlético Assisense
 
Pedrinho Portes, volante, vem a pedido 
do técnico Alisson Moraes

Davis, atacante, é mais uma das apostas 
da diretoria do Falcão do Vale



*Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA/USP.

Nenhum comentário :