Jovem Pan Online - RSS

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Temperatura sobe e prenuncia chuva forte

12 ABRIL 2013


Cláudio Messias*

O dia ensolarado e com temperatura agradável dessa manhã de sexta-feira tem curta duração. A partir do final da manhã o clima muda radicalmente, resultado do cruzamento entre dois fenômenos meteorológicos já anunciados aqui, no Blog, durante a semana. Uma massa de ar quente e úmido desce da Amazônia, avança pelo Centro-Oeste e chega ao Sudeste, fazendo com que o tempo carregue em nebulosidade. Ela encontrará com a massa de ar polar que já provoca chuva e queda de temperatura nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Cataria e Paraná.

O Inmet, serviço estatal de monitoramento do clima, emitiu alerta sobre o risco de trovoadas em todo o estado de São Paulo. Pode chover já nas primeiras horas da tarde, com ênfase ao final da tarde e início da noite. Rajadas de vento e quedas de raio e granizo são fenômenos que, consequência desse choque entra as massas de ar, podem ocorrer na faixa que compreende Votuporanga>Presidente Prudente>Assis>Itararé.

A sensação térmica comum na véspera de fenômenos como o de hoje resume-se a termômetros marcando calor elevado e, com a umidade relativa do ar alta, sensação de abafamento. O fator complicado, para a saúde, está exatamente no choque térmico previsto para as 12 horas subsequentes ao início das chuvas. Da temperatura máxima prevista para a tarde dessa sexta-feira, em torno de 32 graus, os termômetros tendem a registrar, a partir de amanhã, mínimas abaixo dos 15 graus.

Segundo o Inmet, o avanço da massa de ar polar - o primeiro deste ano - provocará ainda mais frio. Gradativamente, até a próxima quarta-feira o clima terá céu limpo e termômetros marcando máximas de 24 e mínimas de 12 graus. Aqui no Vale do Paranapanema ainda não haverá geadas, mas elas estão previstas principalmente para as regiões compreendidas entre o norte do Rio Grande do Sul, todo o estado de Santa Catarina e o Sudoeste do Paraná.

 Déficit de água  - Apesar dos mais de 100 milímetros de chuva acumulada nas duas últimas semanas o Médio Vale do Paranapanema continua com déficit de armazenamento hídrico no solo. A situação é preocupante principalmente nos municípios de Palmital e Cândido Mota. Espera-se precipitação pluviométrica média de 40 milímetros, entre hoje e domingo, para compensar esse déficit e, assim, favorecer as lavouras de milho e trigo já cultivadas para a estação das secas.

Foto: Ciiagro/Inmet
A região de Assis continua apresentando reserva hídrica insuficiente no solo



*Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre em Ciências da Comunicação pela ECA/USP.

Nenhum comentário :