Jovem Pan Online - RSS

sábado, 25 de abril de 2015

REGULAR - Gadelha é opção para o Vocem frente ao Osvaldo Cruz

Cláudio Messias*

Uma dúvida que pairou nos bastidores do futebol de Assis durante o sábado parece ter sido esclarecida. Afinal, Fabiano Ferreira Gadelha pode, regularmente, entrar em campo contra o Osvaldo Cruz defendendo o Vocem, ou não? De acordo com o supervisor do clube, Luiz Carlos de Oliveira, o Japonês, sim, Gadelha está apto a disputar a partida regularmente nesse domingo, às 10h00, no estádio Tonicão, pela segunda rodada da Segundona 2015.

Primeiramente, a versão online do Jornal da Segunda deu a notícia, nesse sábado, sobre a situação regular de Gadelha, de maneira que a estreia do jogador dependesse, apenas, de decisão do técnico Sérgio Caetano. Mas, consultando-se o Boletim Informativo Diário, normatizado pelo Regulamento Nacional de Registro e Transferência de Atletas de Futebol e vinculado à Confederação Brasileira de Futebol, vê-se que consta, somente, a divulgação, nessa sexta-feira, 24, da rescisão contratual de Gadelha junto a seu mais recente clube, o Marília. O atleta dependeria, de acordo com o regulamento, de uma publicação, no mesmo BID, de sua contratação pelo Vocem, assim como a especificação, seja por contrato temporário, seja em definitivo.

Consultados alguns dirigentes, não obtive resposta objetiva sobre a situação, regular ou não, de Fabiano Gadelha para a estreia nesse domingo. Ficaria a dúvida, pois, se o jogador poderia até mesmo ser relacionado para o banco de reservas, uma vez que seu vínculo formal com o Vocem não estaria protocolarmente autorizado via BID. Luiz Carlos Japonês esclareceu, no final da tarde, que por não estar mais vinculado ao Marília, decisão formalmente acordada via BID, Gadelha torna-se autorizado a inscrição, pelo Vocem, via federação organizadora do torneio em disputa, no caso a Federação Paulista de Futebol, gestora do Campeonato Paulista. Tal autorização para colocar o jogador recém-contratado à disposição da comissão técnica teria partido, regularmente, da FPF.

Nascido em 9 de janeiro de 1979, Fabiano Gadelha se destacou, ao longo de seus 36 anos, como ídolo no Marília. Teve mais de uma passagem pelo clube da cidade vizinha. Tempos de glória e de tristeza, pois menos de um mês atrás o jogador era um dos poucos que restaram no elenco que, rebaixado para a Série A-2, protagonizou a pior campanha da história do Campeonato Paulista. Com residência fixada em Marília e identidade com a chamada Capital Nacional do Alimento, Gadelha chega ao Vocem dentro de uma estratégia que mescla marketing e conceito de experiência, fator esse, último, considerado primordial pelo técnico Sérgio Caetano, que tem em mãos uma equipe com faixa etária baixa, característica prevista no regulamento da Segundona.

As polêmicas envolvendo inscrições de jogadores para a disputa da Segunda Divisão são famosas e históricas. Ano passado, por exemplo, o Osvaldo Cruz, adversário do Vocem nesse domingo, perdeu pontos na reta final da Primeira Fase da competição, sob denúncia de inscrição irregular de jogadores. Perdeu pontos preciosos no TJD e acabou permitindo a classificação do Atlético Assisense, na última rodada. Todas as conferências de legalidade de inscrição de atleta, pois, precisam ser feitas, principalmente quando se vislumbra, para a temporada 2015, uma disputa acirrada, no Grupo 1, para uma das quatro vagas que garantem a disputa da segunda e decisiva fase.


x
FABIANO FERREIRA GADELHA
Inscrição: 131944
Tipo Contrato: Rescisao    N°: 1004031-00051SP
Nascimento: 09/01/1979
Data de Publicaço: 24-04-2015 17:51:10

Marilia / SP














Recorte, acima, da única publicação relacionada a Fabiano Gadelha
e que consta no Boletim Informativo Diário da CBF

* Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Nenhum comentário :