Jovem Pan Online - RSS

terça-feira, 7 de abril de 2015

FISCALIZAÇÃO ELETRÔNICA - 07/ABR


MAIS MÉDICOS?

O mês de julho de 2015 terá uma representação política mais forte do que necessariamente a data cívica de comemoração do aniversário de Assis. O Edital 1/2015, do Ministério da Educação, o derradeiro assinado interinamente na pasta agora sob o comando do uspiano Renato Janene Ribeiro, traz os municípios selecionados para a implantação de novos cursos de Medicina. Assis, através da Fema, estava nesse pleito um ano atrás. Não foi selecionada, mas em articulação política ainda a ser comprovada diz, através da Prefeitura, ter sido contemplada com o mesmo curso via Conselho Estadual de Educação.

MENOS MÉDICOS

Um ano, pois, se passou desde que o PT de Assis fez barulho anunciando que, em estreita relação com Brasília, a cidade estava na briga por um dos cursos de Medicina, parte do programa Mais Médicos, que une os ministérios da Saúde e da Educação. E cinco meses se foram desde que o PSDB de Assis diz ter encontrado o atalho para colocar Medicina na Fema. O governo federal, que em nada tem a ver com a briga entre a tucanada e a turma da hipocrisia vermelha da Sucupira do Vale, aos poucos vai andando com os editais do Mais Médicos.

PRAZOS

A alienação política dos grupos de Assis é tamanha que hoje, com o edital 01/2015, o MEC deixa claro que foram vãs as visitas oficiais de um ano atrás, feitas a Brasília. Afinal, o Mais Médicos, diz o edital, contempla municípios com carência na relação número de médicos/população local. Assim, claro, nenhum estado da região Sudeste está na lista dos contempláveis com novos cursos de Medicina. As regiões especificadas no edital são Nordeste, Centro-Oeste e Norte. Os Estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Pará e Pernambuco. As instituições privadas de ensino que se inscreveram no edital do ano passado e têm unidades nas 22 cidades elencadas nessa segunda-feira, 6 de abril, têm até o dia 24 próximo para aderir ao Mais Médicos, recebendo visitas in loco no período entre 11 de maio e 26 de junho. O resultado sai no dia 14 de julho, mas com o prazo de recursos a lista oficial está programada para sair no Diário Oficial da União do dia 31 de julho.

TARTARUGA

Uma demonstração clara da 'agilidade' política local é a vinda da Fatec. Com liberação do governo do Estado, a mais nova unidade de ensino superior da cidade não sai do papel por falta de área onde seja construída. Enquanto isso, a badalada vinda do Instituto Federal de Educação para a cidade não passa de um pólo, na Fema, como extensão da unidade de Birigui da instituição. Foi-se, percebe-se, o tempo em que a cidade teve articuladores como Cida Santilli e José Luiz Gumarães.

EXEMPLAR

Estão saindo, aos poucos, as punições aos estudantes que exageraram na dose durante suas passagens provisórias pela Unesp-Assis. Depois do desfecho do 'Rodeio das Gordas', a invasão tanto da reitoria como do prédio da administração do campus de Assis também caminha para uma conclusão.

LISURA

Saiu discreto, no Diário Oficial da União desse 6 de abril, o decreto 8.428. Nele, a presidente Dilma Roussef regulamenta uma espécie de "norma ABNT" para a apresentação de projetos que requeiram investimentos do governo federal. Trata-se do Procedimento de Manifestação de Interesse, em que pessoas físicas ou jurídicas deverão atender a pré-requisitos iguais e gerais quando quiserem concorrer a algum contrato de prestação de serviços para a União. Em tempos de Mensalão e Petrolão, para bom entendedor esse é um passo formal relevante na tentativa de esgotar as inúmeras tetas pelas quais sugam-se verbas públicas sem, digamos, critério algum. Agora, todos os contratos serão tornados públicos, com igual exposição sobre o quanto se ganha, quem está ganhando e, principalmente, a divulgação dos relatórios comprobatórios de execução do serviço prestado.

FRIO

Assis terá sensível queda de temperatura no meio dessa semana. O fenômeno Vento Sul, que incide sobre a costa brasileira nos estados. dã, do Sul, trará a primeira massa de ar polar efetiva do ano para a região. Termômetros nos 16 graus nas manhãs de quarta e quinta-feira, porém sensação térmica de 12 graus, provocada pelo vento de até 20 km/h e pela umidade relativa do ar elevada. Depois disso até que chove na cidade, ali pelo dia 14, data em que a cidade registrará temperatura mínima de 18 graus e máxima de 22. Sim, estranho assim.

FRIO II

Historicamente, segundo o Inpe, julho é o mês do ano em que Assis registra as temperaturas mais baixas. com mínimas de 14 e máximas de 25 graus. Cabe dizer que trata-se de média resultante da soma do mês inteiro, dividida pelo número de dias. Dã.

COMBINAÇÃO INGRATA

A filial de Assis da rede de lojas de confecções Avenida , que tem forte atuação na região Centro-Oeste, desocupou o espaço anexo do Hiper Center Amigão. Quando anunciei, cá no Blog, a vinda da franquia para instalação justamente no Amigão, houve quem duvidasse e considerasse provocação do blogueiro, ou seja, mera especulação. A ironia, pois, está desfeita.

SEM BOLA

Continuo sendo cobrado por postagens relacionadas ao futebol profissional de Assis. Continuo, pois, a deixar na mão meus amigos de fora, jornalistas esportivos que cobrem futebol principalmente na Grande São Paulo. Irei esperar o início do campeonato da Segunda Divisão, o fundo do poço do futebol paulista, para apenas registrar resultados e fazer análises estatísticas. O ano de 2015, a meu ver, continua longe do que considero profissionalmente ideal para o futebol da cidade. Infelizmente.

FORMAL

A anunciada entrada da Rádio Fema na transmissão de jogos da Segunda Divisão coloca o Imesa como mais uma parte a dialogar com o Sindicato dos Radialistas Profissionais do Estado de São Paulo. Finalmente, quem empunha microfones tende a receber pisos salariais previstos nos acordos coletivos da categoria. Ou não?

CAIU A FICHA

O fraco Demétrius Garcia foi incorporado, como apresentador, no jornalístico Tem Notícias 1.a Edição, que vai ao ar das 12h00 às 12h40 pela TV Tem Bauru. Logo, o programa Tem Esportes foi transformado em bloco do jornalístico e, assim, Depéssimus divide bancada com os apresentadores. Continua não dando certo, pois o jornalista esportivo, que responde como editor de esportes, continua com a tradicional confusão em que não consegue completar um enunciado sequer de improviso e, pior, perde-se na leitura de teleprompt.

CAIU A FICHA II

O programa Tem Esportes virou hit de críticas nas redes sociais depois da conquista, pelo Bauru Basquete, do torneio das Américas da modalidade, semanas atrás. Na segunda-feira, dia seguinte ao título conquistado no Rio de Janeiro, o repórter Alexandre Azank, enviado à Cidade Maravilhosa, foi ao estúdio contar detalhes sobre a viagem e seus bastidores, mas informações, mesmo, sobre o jogo, foram ao ar somente na terça, quase 48 horas depois do fato, ou seja, notícia velha. Quase uma semana inteira falando-se do título de Bauru, consolidando a TV Tem como afiliada da Globo com status de TV Comunitária Aberta de Bauru. Ninguém merece.

GATO PINGADO

Fechado o mês de março foi confirmada a tendência de queda na arrecadação, por Assis, de tributos em divisão com o governo do Estado. Chegaram aos cofres da Prefeitura, mês passado, R$ 3,5 milhões advindos da Secretaria da Fazenda do Estado, totalizando R$ 17,2 milhões no ano. Foram R$ 8,6 milhões em janeiro e R$ 4,7 milhões em fevereiro. Ainda não estão computados, em março, os números referentes a IPVA, tipo de cálculo ainda pendente, também, para o mês de fevereiro.

AQUECIMENTO

Tendo os números do ICMS como parâmetro a economia de Assis vai bem das pernas. Março foi o melhor mês do primeiro trimestre para a cidade, em arrecadação do tributo: R$ 3,5 milhões. Fevereiro, o pior mês, fechou com R$ 1,9 milhão, ante R$ 2,5 milhões de janeiro.

OLHO DA CARA

Quem abastece o carro e fica atento nos preços cobrados nas bombas percebeu que em Assis o preço da gasolina subiu 10 centavos nos últimos 30 dias. De R$ 3,19 o preço médio do litro do combustível passou a R$ 3,29 na cidade. É o terceiro preço mais caro do Estado, atrás apenas de Apiaí e Guarujá. Na cidade de São Paulo o preço médio do litro da gasolina é de R$ 3,21. São José dos Campos vende a gasolina mais barata do Estado na atualidade: R$ 2,97 o litro.

VERBA

Florínea é um dos 44 municípios paulistas contemplados pelo governo federal com envio de recursos dentro do programa Qualifar-SUS. A primeira parcela de custeio foi disponibilizada nessa terça, 7 de abril, totalizando R$ 6 mil. O Qualifar é o Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica.


NOTA DEZ
Para a equipe de trabalhadores da parceria Sucen e Prefeitura de Assis, que em pleno Sábado de Aleluia faziam a nebulização, ou seja, aplicavam veneno para eliminar mosquitos da espécie aedes aegypti, transmissora da dengue e da febre amarela.

NOTA ZERO
Para a gerência do Walmart de Assis, que negou-se, na semana passada, a trocar televisor Philco 42 polegadas, Led, smartv, 3D, por outro aparelho de igual configuração. Segundo o gestor, eu, como consumidor, teria direito a uma carta de crédito no mesmo valor que paguei em 4 de março do ano passado. Com esse valor, claro, nenhum dos aparelhos disponíveis na loja tinha a configuração de imagem 3D, smartv, tela de 42 polegadas em Led. Evitando estresse e desgaste, atendi a apelo de meus dois filhos e da esposa e abri mão do meu direito de consumidor e aceitei pegar um televisor LG, sem recurso 3D, como compensação para o Philco que apresentou defeito. Meus amigos advogados não acreditaram que aceitei tamanha infração ao Código de Defesa do Consumidor. Para falar a verdade, nem eu acredito até agora.

                    IMAGEM DA SEMANA                 


   

NA MESMA PRAÇA, NO MESMO BANCO... A praça situada em frente ao Colégio Ipê representa uma parte considerável da historia de Assis. Foi construída em frente ao antigo Hospital Sorocabana e era, nos anos 1960 e 1970, local de reunião e encontro de famílias, principalmente nos finais de semana à noite. Ao centro havia uma fonte luminosa, cujas cores maravilhavam crianças e adultos. Aos poucos, porém, a praça foi sendo decomposta. Primeiro, foi denominada Praça da Bíblia, já sem as fontes funcionando. Depois, num golpe de misericórdia e ideia pouco inteligente, o espaço que antes era a fonte recebeu toneladas de terra e um gramado, sob o argumento de que acidentes eram provocados envolvendo principalmente crianças que por ali brincavam. Sim, ainda existiam crianças que usavam a praça para brincar. Hoje, o cenário é desolador. A praça ainda tem árvores, bancos, gramados e o que pode ser chamado de 'calçada'. A falta de manutenção, contudo, inviabiliza que se desloque até mesmo de bicicleta com segurança. Caminhar a pé exige desviar de buracos. E as crianças? Ah, sim, as crianças. As crianças não têm o mínimo interesse pela praça, pois o 'parquinho' instalado no início dos anos 1980 também não existe mais. Gangorras, balanços e roda-giratória desapareceram. O que sobrou pode ser visto em ruínas que mal lembram um playground resultado de investimento do dinheiro público. Culpar o atual prefeito é uma covardia solitária. A incompetência não é, pois, exclusividade dele. Os nomes da incompetência são Ricardo Pinheiro, Ezio Spera, Carlos Nóbile e, ao menos em 50%, Romeu Bolfarini. Atribuo metade da culpa a Bolfarini porque o ex-prefeito teve dois mandatos. No primeiro deles, foi chamado, ora por ironia da oposição, ora por reconhecimento popular, como 'o prefeito das praças'. Prefeito que não faz nada por prefeito que não faz nada, que fiquemos com o reconhecimento de 50% àquele que ao menos nos dava praças.

Nenhum comentário :