Jovem Pan Online - RSS

segunda-feira, 17 de março de 2014

FISCALIZAÇÃO ELETRÔNICA - 17/MAR



CAVALO...
Um eventual confronto entre Tanabi x Atlético Assisense ou Tanabi x Vocem, na segunda fase da Segundona de 2014, teria como atrativo o atacante paraguaio Cabañas. Famoso por ter sido ídolo da Seleção daquele país vizinho, o atleta também ganhou manchetes da imprensa do mundo todo há 4 anos, quando levou um tiro na cabeça. Voltará ao universo do futebol vestindo o uniforme verde de Tanabi.

... PARAGUAIO
Se contratações como essa resolvem algum tipo de problema o Tanabi estaria, em 2014, na Série A-3. Ano passado o clube foi igualmente pauta na grande imprensa esportiva, contratando o ex-atacante Viola, que passou por Corinthians e Palmeiras. Viola foi mais destaque nas reportagens em que, por exemplo, andava por Tanabi de bicicleta do que necessariamente por suas raras apresentações em campo.

REFUGO
Quem também tem munição para gastar com contratações caras é a equipe gestora do Vocem. Fala-se na sondagem de Marcelinho Paraíba, que teve passagem pelo São Paulo mas que nos últimos anos envolveu-se em polêmicas, sendo, inclusive, acusado por acusação de estupro na minha Campina Grande. Seu último grande clube foi o Sport, de Recife, onde não brilhou e nem encheu aos olhos da exigente torcida pernambucana. O vi jogar, em 3 de setembro de 2011, nos 3x1 sobre o Guarani, pela Série B, no estádio da Ilha do Retiro, naquela capital pernambucana. Ou melhor, tentei vê-lo jogar, pois foi mero corpo presente em campo na formação comandada por Paulo César Gusmão e que teve como destaque Wellington Saci (ex-Corinthians).

DIA V
Essa terça-feira, 18/MAR, é anunciada como decisiva e definitiva para os planos do Vocem, no que tange à disputa da Segunda Divisão. Com prazo, já prorrogado, vencendo nessa segunda para protocolar toda a documentação pendente na Federação, o Esquadrão da Fé saberá se está ou não confirmado no certame. 

CIVILIDADE
Nesses dias todos de cenário tenebroso envolvendo a inscrição/filiação ou não do Vocem, apesar dos ataques mútuos dos dois conselhos deliberativos, os departamentos de futebol de ambas as agremiações dialogaram. Não está, assim, descartada a possibilidade de, em eventual saída do Vocem na disputa, parte dos profissionais envolvidos continuar em Assis durante a Segundona.

ESPECTADOR
Depois de muito anos voltei a ter contato com Mauro dos Santos, a quem considero como o mais corajoso presidente que já passou pelo Vocem desde que comecei a acompanhar o time em 1983. Conversamos por telefone e entre outros assuntos falamos sobre o imbróglio envolvendo o Esquadrão da Fé. Mauro é um dos que acreditam que o Vocem dispute a Segundona esse ano, porém não poupa de críticas o caminho percorrido para a constituição do conselho deliberativo.

ESPECTADOR II
Estabelecido há mais de uma década em Marília, Mauro dos Santos garante que nunca mais participa de qualquer projeto relacionado a clubes profissionais de futebol. Em Assis, diz ele, não pisa e nem sequer passa em frente ao estádio Tonicão. E em Marília só vai ao Abreuzão em duas circunstâncias: jogos em que o MAC recebe Corinthians e São Bento, de Sorocaba.

ESPECTADOR III
Sábado passado, portanto, foi dia de torcedor feliz para Maurão. No Abreuzão, o seu São Bento derrotou o MAC por 3 a 1, pela Série A-2, e assumiu a liderança, jogando o MAC para quarto e, ainda assim, dentro da zona de classificação para a Primeira Divisão.

COBERTURA
Com um ou dois clubes de Assis na disputa da Segundona a rádio Voz do Vale FM pode ser a frequência que cobrirá os jogos dentro e fora da cidade. Meu amigo José Antônio de Oliveira, o competente Pardal, está perto de fechar acordo com a equipe de esportes que tem Carlos Perandré, Ivan Serra e Devanir José no comando. A narração seria revezada por Augusto César e a lenda Chico de Assis. Pardal, proprietário da Voz do Vale, trabalhou parte de sua vida de radialista profissional como técnico de externa de equipes esportivas comandadas por Celso Camilo Costa na Cultura AM, nas décadas de 1970 e 1980.

DURAS PENAS
O Atlético Assisense está enfrentando sérias dificuldades para encontrar um local adequado para treinar e fazer trabalhos físicos. Os campos pertencentes a clubes privados da cidade têm aluguel fixado em valores considerados inviáveis pela direção do Falcão do Vale. E as áreas públicas esbarram no fato de, havendo dois clubes na cidade, precisar existir uma definição logística de uso, sem contemplar apenas uma das partes.

DURAS PENAS II
Sem o giro comercial de exploração das placas de publicidade, fonte importante de renda de clubes que disputam as divisões intermediárias do Campeonato Paulista, o Atlético Assisense tem recebido a colaboração externa para iniciar a pré-temporada. No amistoso contra o Pedrinhas Esporte Clube, domingo, por exemplo, o transporte foi cedido pela Prefeitura daquela cidade. O faturamento com placas vem somente após o início dos jogos oficiais.

IMAGEM
O goleiro Paulo Vítor, do Flamengo, cedeu os direitos de imagem ao Atlético Assisense para a temporada de 2014. Revelado no trabalho de 2004, quando o Falcão do Vale quase subiu para a Série A-3, o jogador permitirá que um dos patrocinadores do clube de Assis vincule sua imagem aos produtos. A diretoria do Assisense ainda não definiu qual empresa terá esse privilégio, uma vez que o contrato, para tal, não será igual ao dos demais apoiadores.

EMOÇÃO
Meu amigo Maurício Bonato não esconde a satisfação por ter narrado um dos 3 gols que Messi marcou pelo Barcelona, no final de semana, pelo Espanhol, entrando para a história do clube catalão como o maior artilheiro de sua história. Bonato, revelado para o jornalismo esportivo pela STI Esportes, de meu amigo Jose Santos, do Grande ABC, hoje é o principal narrador dos canais Sports+, exclusivos da operadora Sky.

HOMEM-GOL
Jaílton é o mais novo contratado do Fernandópolis para a disputa da Segundona. Artilheiro do Atlético Assisense em 2013, o segundo melhor atacante da Segundona do ano passado estava no Taubaté e não vinha sendo aproveitado na disputa da Série A-3 deste ano. Voltará a trabalhar com a retranca do técnico Venâncio, no Fefecê.

HOMEM-ZAGA
Outro destaque do Atlético Assisense que acertou com o Fernandópolis é o zagueiro William Goiano. Ele foi apresentado nessa segunda, no Fefecê, e a meu ver foi um dos 5 grandes destaques do Falcão do Vale no ano passado. Estava, nesse início de ano, disputando a Primeira Divisão em Goiás.

SEM VÍNCULO
Não rendeu o pretendido por Reinaldo Nunes, o Português do PT, a sem-sentido enquete publicada pelo Jornal da Segunda Online, em que é perguntado ao leitor se o Atlético Assisense acertou ao "tentar impedir a participação do Vocem na Segunda Divisão". No momento de fechamento dessa coluna, no final desse 17/MAR, 40 internautas responderam que "não" e outros 11, que "sim". Evasivas intenção e adesão.

SEM VÍNCULO II
Perguntado sobre um eventual rompimento entre mim e Reinaldo Nunes, via Jornal da Segunda Online, respondi e respondo que essa formalidade nunca ocorreu. O que houve, sim, foi a opção dele por nãos mais publicar as sugestões de texto que lhe enviei desde a polêmica constituição do eternamente questionável conselho do Vocem, do qual faz parte. Logo, se houve rompimento, a opção para tal partiu do JSOL, e não de mim. O que falta, apenas, é a retirada do banner alusivo a esse Blog, exposto na página da versão online e que desde então consta como exposição desnecessária.

APOIO
O ex-jogador Neto esteve em Ourinhos no final de semana passado. Fez jogo beneficente que contou com a participação de ex-craques da Seleção Brasileira Master, no clube Ourinhense. Admitiu a vontade de vir a Assis ainda no primeiro semestre, antes da Copa do Mundo, em ação de marketing a favor do Atlético Assisense. Neto é garoto-propaganda da Multi-Ar, patrocinador master do Falcão do Vale.

CONFIRMAÇÃO
Como anunciado cá, nessa Coluna, a FATEC confirmou a vinda do curso de Tecnologia em Gestão Comercial para a ETEC "Paula Souza", em Assis. Com isso, óbvio, a ETEC ganha status de Faculdade de Tecnologia e torna-se grande a possibilidade de a escola Ernani Rodrigues ser parcialmente aproveitada, à noite, para o ensino superior.

CÁ ENTRE NÓS...
... e o reembolso dos ingressos do megashow do final de ano no recinto da Ficar, como ficou?


IMAGEM DA SEMANA
Foto: Jeferson Galvão/Facebook
 BOCA DO LIXO - A fanpage Revolta Pública - Assis, no Facebook, transforma-se cada vez mais em um canal de boca-no-trambone para os moradores de Assis. Nessa semana o debate tornou-se ácido com as acusações de uma moradora, indignada com o fato de um advogado parente do prefeito dosa 15 mil votos ter ido a São Paulo, por interesses próprios, às custas do dinheiro público. Nada comparado, contudo, às imagens postadas por moradores indignados com a situação dos arredores do estádio Tonicão, que daqui a 20 dias será palco de jogos pelo Campeonato Paulista. No dia 6 de abril, por exemplo, é com a imagem acima que jogadores e comissão técnica do Presidente Presidente poderão se deparar. O flagrante mostra, em imagem de celular, entulho, animais mortos e lixo doméstico; tudo lançado a céu aberto e sem controle algum da Prefeitura. Nos comentários, o vereador Valmir Dionízio lamenta que os moradores tenham produzido aquilo. Ingora-se, contudo,a inexistência de ecopontos com estrutura condizente a esse tipo de ponto formalizado para a recepção de materiais sólidos reaproveitável.



     IMAGEM DA HISTÓRIA     

Foto: Arquivo Ringo Foto
PASSADO COLETIVO - O jornalista Waldyr Max Jr. revelou via redes sociais que desde o primeiro semestre do ano passado faz um trabalho de levantamento e digitalização de acervo de Alemão do Ringo Foto. São, diz ele, mais de 400 imagens, com riqueza cronológica do passado da Sucupira do Vale. Entre as preciosidade estão essa, acima, que remonta a uma Assis com menos de 30 anos de idade. Detalhes como o vestuário e o comportamento de pose para os retratos mostram muito de uma época em que 90 de cada 100 habitantes residia na zona rural. Ficou a sugestão, a Max, para que se realize um evento autônomo de divulgação dessas fotos, de maneira que os quase 100 mil habitantes de hoje revejam e reflitam sobre a Assis que tinha menos de mil habitantes, como na foto em questão.





Nenhum comentário :