Jovem Pan Online - RSS

domingo, 1 de junho de 2014

SEGUNDONA - Grupo 1 já garante quarto colocado na Segunda Fase

Cláudio Messias*

Uma situação desesperadora foi gerada com o desfecho dessa penúltima rodada da Primeira Fase da Segundona 2014. O grupo 1 do torneio, em que estão Atlético Assisense e Vocem, com certeza irá garantir uma das três vagas que assegura o quarto colocado na próxima fase, como prevê o regulamento da competição. A briga na última rodada, portanto, poderá ficar centrada para definir os 3 primeiros classificados com vaga direta na chave, em detrimento da quarta colocação. Sabe-se, desde já, que das 3 vagas como quartos colocados que classificam, uma já tem dono, no grupo 3, e outra no grupo 7, e mais uma no grupo 1

Atualmente, somente um dos 7 grupos em disputa tem três classificados diretos definidos. Trata-se do grupo 6, onde está o melhor time do campeonato até aqui, o invicto Nacional, que totaliza 23 pontos, resultantes de 7 vitórias e dois empates. Além dele, estão garantidos Taboão da Serra e Guarujá. O União Suzano é o atual quarto colocado com os mesmos 10 pontos atuais do Atlético Assisense e com a derrota de ontem para o Guarulhos (1x0) favoreceu a matemática que dá esperanças ao  grupo 1. O que pesa contra o time de Suzano é seu saldo negativo de 7 gols, ante 4 gols negativos de saldo do Falcão do Vale. Em aproveitamento, o Assisense tem 37% e o Suzano, os mesmos 37%.

De acordo com o regulamento da Segundona, são 3 os quartos colocados que avançam, completando a contagem de 24 clubes, de 39 em disputa, que vão para a Segunda Fase. Nesse momento, fechada a nona rodada, somente os grupos 1 e 3 têm membros somando 13 pontos, ou seja, Bandeirante e Taquaritinga. Na sequência, o terceiro melhor quarto colocado entre grupos é o São Bernardo, no grupo 7, com 12 pontos. Isso significa que se o campeonato terminasse hoje, seriam esses os 3 clubes que passariam pelos critérios técnicos que dão as vagas complementares: Taquaritinga, com 51% de aproveitamento; Bandeirante, com 48,1%, e São Bernardo, com 44,4%. 

Saíram da briga matemática, nesse final de semana, o Presidente Prudente, no grupo 1; Lemense e XV de Jaú, no grupo 3; SEV-Hortolândia, no grupo 4; Atlético Mogi, no grupo 5; Guarulhos, no grupo 6; e Jabaquara, no grupo 7. Tanabi, no grupo 2; ECUS, no grupo 6, e São Vicente, no grupo 7, já entraram na penúltima rodada eliminados de qualquer possibilidade de classificação.

No domingo que vem todos os jogos serão realizados em mesmo horário, ou seja, às 10h00. Caso Atlético Assisense e Vocem fechem a Primeira Fase somando 13 pontos (no caso do Assisense, com vitória sobre o Presidente Prudente e, no Vocem, eventual derrota em Osvaldo Cruz), terminar o returno na quarta colocação significará, para qualquer um deles, ficar de olho nos resultados dos jogos que envolvem os grupos que têm quartos ou quintos colocados, hoje, em condições de atingir a pontuação mínima de 13 pontos.

Uma matemática complexa e complicada faz com que Vocem, Bandeirante, Osvaldo Cruz ou Atlético Assisense terminem na quarta colocação do grupo 1. Nesse universo dos cálculos o Assisense pode, inclusive, ser terceiro colocado e garantir vaga sem necessidade de cruzamento com outros grupos. Nesse caso, terá de vencer o Presidente Prudente por pelo menos 2 gols de diferença e torcer para que o Grêmio Prudente vença o Bandeirante, no Prudentão, pelo placar simples. Nessa probabilidade, ter-se-ia Grêmio Prudente líder, Osvaldo Cruz ou Vocem na segunda posição e o Assisense em terceiro. O Falcão do Vale iria aos mesmos 13 pontos do Bandeirante, mas faria valer os quesitos gols marcados e saldo de gols. Difícil fica sendo a situação de Osvaldo Cruz e Vocem, que têm confronto direto. Quem perder estará eliminado. Mas, um empate coloca as duas equipes na Segunda Fase. Mais adiante, nesse mesmo texto da postagem, comento sobre o por quê de ser improvável que as duas equipes joguem pela igualdade no placar.

Grupo por grupo - Como há 3 clubes em condições de ficar com a quarta colocação desse grupo 1, que nessa temporada recebeu, desse blogueiro, a denominação de Chave da Morte, o jeito é secar os outros grupos. Vamos, por ordem, entrar na situação das agremiações que, estando nas demais 6 chaves, não encontram-se na quarta colocação mas podem pontuar, na derradeira rodada, para atingir tal status e, assim, ficar com uma das 3 vagas restantes.

No grupo 2, o mais fraco de todos na minha opinião, o Fernandópolis é o atual terceiro colocado, com 9 pontos, mas tem na cola o Inter de Bebedouro, que soma 7 pontos. Naquela chave, pedreira para os dois times, pois o Fernandópolis vai a Barretos enfrentar o já classificado Barretos, vice-líder, enquanto o Inter de Bebedouro recebe o líder Olímpia. No saldo geral a situação fica assim: se o Fernandópolis perder e o Inter vencer, Inter avança e Fernandópolis fica fora, pois não atinge pontuação como quarto colocado. Se o Fefecê empatar e o Inter vencer, decisão sobre terceiro colocado sairá do saldo de gols, favorável, hoje, ao Fernandópolis.

No grupo 3, como já citado, o Taquaritinga dependia de apenas um empate para chegar à Segunda Fase. Conseguiu isso na tarde de domingo, encerrando a penúltima rodada, ao fazer 1x1 com o União. Agora, com 14 pontos, está na Segunda Fase, faltando, apenas, definir se continua em quarto  no grupo ou se avança posições. O time de Taquaritinga pode chegar aos 15 ou aos 17 pontos contra o já eliminado XV de Jaú., domingo que vem. Uma das 3 vagas como quarto colocado, portanto, fica nesse grupo. Restam duas.

No grupo 4 o Sumaré tem 9 pontos e, na terceira colocação, vê a sombra do Elosport, com 7 pontos. O Sumaré tem a difícil missão de encarar, fora de casa, o Primavera, líder isolado da chave e já classificado. Ao passo que o Elosport enfrenta o eliminado SEV-Hortolândia, também fora de casa. A situação é parecida com a do grupo 2 porque tratam-se de chaves com 5 clubes em disputa (as demais contêm 6 clubes). Sumaré joga pelo empate, desde que o Elosport não vença o SEV-Hortolândia por um placar com 8 gols de diferença. Quem ficar em quarto também está fora, por não atingir pontuação mínima.

Outro grupo com cinco agremiações é o 5. E, igualmente, decisão sobre a terceira colocação só na última rodada. Lá, Manthiqueira tem 10 pontos, dois a mais que o Jacareí, atual quarto colocado. O Manthiqueira vai a Atibaia enfrentar o já classificado time local, líder da chave. Já o Jacareí também será visitante, indo a Mogi das Cruzes enfrentar o vice-líder e classificado União. Manthiqueira joga pelo empate e só perde a vaga se o Jacareí vencer o seu jogo por uma diferença de 9 gols.

No grupo 6 a briga está, como já informado no início da postagem, somente com o União Suzano. O time da Grande São Paulo tem 10 pontos e pode ir a 13 caso vença, domingo que vem, o já classificado Guarujá, atual terceiro colocado daquela chave. A situação do Suzano, em comparação com os demais clubes que brigam para ser os melhores quartos colocados, estabelece que não bastará somente vencer o Guarujá, mas aplicar uma goleada, para baixar o saldo negativo de gols, hoje em 7 tentos. Um empate elimina o Suzano de qualquer possibilidade de classificação.

Enfim, o grupo 7 tem o São Bernardo com 12 pontos, na quarta colocação. É a have que mais se assemelha ao grupo 1, de Vocem e Atlético Assisense. Lá, domingo que vem, o São Bernardo irá a Santos enfrentar a Portuguesa, atual terceira colocada com 15 pontos. Acontece que a Portuguesa, caso perca, poderá cair para a quarta colocação e, no cruzamento com outras chaves, não ficar entre as 3 melhores campanhas da posição. Nesse confronto, um empate classifica a Portuguesa e submete o São Bernardo à matemática para saber se ficará com uma das 3 melhores quartas colocações entre grupos. Seu saldo positivo de 1 gol lhe dá tranquilidade para não desesperar com o eventual empate.

TJD - A rodada desse final de semana da Segundona foi fechada sob uma série de especulações envolvendo clubes passíveis de punição no Tribunal de Justiça Desportiva. São aguardadas, dentro do universo das possibilidades, denúncias que recairiam sobre Vocem e Atlético Assisense, por suposta atuação de jogadores com problemas de registro. Casos semelhantes ao que leva, nessa semana que se inicia, o Osvaldo Cruz ao julgamento no Tribunal.

Os casos de Vocem e Atlético Assisense podem ser conhecidos durante a semana, com o eventual surgimento das denúncias, caso elas realmente aconteçam. No caso do Vocem, situação sob suspeita no registro de um jogador logo na primeira rodada, no primeiro turno, contra o Presidente Prudente. E no caso do Atlético Assisense, quatro jogadores relacionados para o jogo da última sexta-feira, na vitória sobre o Bandeirante (3x2) que manteve o Falcão do Vale vivo no sonho de classificar para a Segunda Fase.

É bom ressaltar que não há denúncia alguma, no momento, contra os clubes de Assis. O que há, sim, são evidências que, dependendo de interpretação, podem caber em denúncia. Para isso, porém, precisa haver um clube denunciante, que alegue ter sido prejudicado. Voltarei ao assunto no decorrer da semana, analisando, aqui no Blog, cada um dos dois casos.

De todas essas suposições, a mais palpável é aquela que já coloca o Osvaldo Cruz no TJD. O atual terceiro colocado no grupo 1 pode perder de 3 a 6 pontos por ter falhado no registro de jogador na vitória sobre o Presidente Prudente (2x1) no primeiro turno. É certo que o time de Osvaldo Cruz tende a perder os 3 pontos desse confronto, que passaria para o Presidente Prudente. Na tabela, o lanterna da chave iria a 9 pontos e continuaria fora da zona de pontuação que dá conforto na briga por uma vaga como quarto colocado, pois mesmo vencendo o Atlético Assisense, em Assis, domingo que vem, somaria no máximo 12 pontos no total.

Para o Atlético Assisense, a perda de pontos pelo Osvaldo Cruz no TJD rebaixaria este, no mínimo, aos atuais 10 pontos. Essa disputa pega fogo porque o Atlético Assisense precisaria apenas vencer o Presidente Prudente para ser, no mínimo, o quarto colocado da chave, uma vez que teria uma vitória a mais que o rival de Osvaldo Cruz caso este empate ou perca para o Vocem, em casa, na última rodada. Ou seja, se agora, nesse momento, um empate em Osvaldo Cruz classifica o time da casa e o Vocem, que somariam 14 pontos, com a decisão do TJD isso mudaria drasticamente, com o time de Osvaldo Cruz precisando vencer para não ficar fora da briga.

A situação nova, contudo, mostra o Presidente Prudente podendo ser duplamente favorecido pelo TJD. Tudo dependerá do desfecho do caso do Osvaldo Cruz, pois se esse time perder pontos, o risco de o Vocem, uma vez denunciado - o que hoje não ocorre -, também perder pontos é grande, desde que haja elementos que comprovem erro de registro de jogador. A partida sob suspeição é exatamente Vocem 2x0 Presidente Prudente, de maneira que se o Vocem perder os 3 pontos, esses passam automaticamente ao time prudentino. E, assim, o Presidente Prudente passa dos atuais 6 pontos para os 9 pontos com o caso do Osvaldo Cruz e aos 12 pontos com eventual julgamento do Vocem. Precisará, portanto, vencer o Atlético Assisense, no Tonicão, domingo que vem, para ser, inclusive, terceiro colocado na chave, caso o Grêmio Prudente vença no Bandeirante. Difícil, pela fragilidade do time dentro de campo, porém possível diante da apelativa política de não corresponder com futebol dentro das quatro linhas mas ter olhar atento às falhas administrativas que os futebolisticamente mais competentes cometeram.

No caso do Atlético Assisense, a suspeita de irregularidade condiz a quatro jogadores relacionados para o jogo em Birigui, na sexta-feira passada. São jogadores da categoria sub-17, inscritos na Federação Paulista de Futebol e aproveitados para completar o banco de reservas, uma vez que entre dispensas e acertos, no ápice da crise do Falcão do Vale na semana passada, o contingente mínimo necessário não foi atingido na formação da comitiva que viajou para Birigui. Há quem entenda que esses jogadores estão, sim, inscritos na Federação, mas não para a disputa da Segundona, o que os impediria de sequer ser listados para a partida, independentemente de terem entrado ou não em campo. Eventual perda de pontos nesse caso elimina o Falcão do Vale antes mesmo do desfecho da última rodada.

Tanto o caso do Atlético Assisense como o do Vocem, contudo, caso haja denúncias no TJD, só entrariam na pauta do Tribunal após a última rodada da semana que vem. É que tais formalidades preveem acolhimento da denúncia no início da semana, citação dos clubes no decorrer da semana e julgamento somente na segunda-feira, dia 9. Como os clubes são intimados a juntar provas documentais de defesa, é possível que o julgamento final ocorra somente no dia 16 de junho, já com o campeonato paralisado por conta da Copa do Mundo.

De minha parte, fico dividido entre a consternação por ver um clube que montou equipe fraca, como é o caso do Presidente Prudente, sendo favorecido por um tipo de falha que, convenhamos, se confirmada, é igualmente vergonhosa. Desde que denunciou o Osvaldo Cruz o PPFC não fez sua parte para dentro de campo e continuou estacionado nas últimas colocações, enquanto o time rival, de Osvaldo Cruz, manteve-se somando pontos, vencendo o próprio adversário, diretamente, na noite desse sábado, em pleno estádio Prudentão. Nada, contudo, que minimize um tipo de falha primário, suficiente, em casos nacionalmente conhecidos, para rebaixar equipes como a Portuguesa, da capital, que caiu da Série A para a B, no final do ano passado.




Grupo 1
Col
Equipe
TP
J
V
E
D
GP
GC
SG
Status
Grêmio Prudente
21
9
6
3
0
15
3
12
Classificado
Vocem
13
9
4
1
4
10
8
2

Osvaldo Cruz
13
9
4
1
4
12
12
0

Bandeirante EC
13
9
4
1
4
10
12
-2

Assisense
10
9
3
1
5
8
12
-4

Presidente Prudente
6
9
1
3
5
8
16
-8
Eliminado
Grupo 2
Col
Equipe
TP
J
V
E
D
GP
GC
SG
Status
Olímpia
17
7
5
2
0
14
5
9
Classificado
Barretos
12
7
3
3
1
10
7
3
Classificado
Fernandópolis
9
7
2
3
2
10
7
3

Inter Bebedouro
7
7
1
4
2
8
7
1

Tanabi
2
8
0
2
6
5
21
-16
Eliminado
Grupo 3
Col
Equipe
TP
J
V
E
D
GP
GC
SG
Status
Guariba
20
9
6
2
1
23
10
13
Classificado
Pirassununguense
15
9
5
0
4
14
7
7

União São João
15
9
4
3
2
10
6
4

Taquaritinga
14
9
4
1
4
9
10
-1

XV Jaú
7
9
2
1
6
6
16
-10
 Eliminado
CA Lemense
6
9
2
0
7
8
21
-13
 Eliminado

Grupo 4
Col
Equipe
TP
J
V
E
D
GP
GC
SG
Status
Primavera
16
7
5
1
1
15
2
13
Classificado
Paulínia FC
14
8
4
2
2
11
9
2
Classificado
Sumaré
9
7
2
3
2
9
7
2

Elosport
7
7
2
1
4
4
10
-6

Sev-Hortolândia
4
7
1
1
5
8
19
-11
 Eliminado
Grupo 5
Col
Equipe
TP
J
V
E
D
GP
GC
SG
Status
Atibaia
15
7
5
0
2
16
8
8
Classificado
União Futebol Clube
13
7
4
1
2
12
8
4
Classificado
Manthiqueira
10
7
3
1
3
11
8
3

Jacareí
8
7
2
2
3
6
12
-6

Atlético Mogi
5
8
1
2
5
8
17
-9
Eliminado
Grupo 6
Col
Equipe
TP
J
V
E
D
GP
GC
SG
Status
Nacional
23
9
7
2
0
15
4
11
Classificado
Taboão da Serra
16
9
5
1
3
14
9
5
Classificado
Guarujá
15
9
4
3
2
16
9
7
Classificado
Suzano
10
9
3
1
5
11
18
-7

Guarulhos
9
9
3
0
6
9
14
-5
 Eliminado
ECUS
4
9
1
1
7
6
17
-11
 Eliminado
Grupo 7
Col
Equipe
TP
J
V
E
D
GP
GC
SG
Status
Mauaense
19
9
5
4
0
9
4
5
Classificado
CA Diadema
15
9
4
3
2
12
9
3

AA Portuguesa
15
9
3
6
0
8
5
3

São Bernardo
12
9
4
0
5
10
9
1

Jabaquara
9
9
2
3
4
13
15
-2
 Eliminado
São Vicente
2
9
0
2
7
3
13
-10
 Eliminado























































*Professor universitário, historiador e jornalista, é mestre e doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA/USP.

Nenhum comentário :