Jovem Pan Online - RSS

segunda-feira, 23 de março de 2015

FISCALIZAÇÃO ELETRÔNICA - 23/MAR



VISITA

Emocionado e emocionante o reencontro, cá em casa, com Bruna Fernandes, jornalista cujo 'nascimento' testemunhei na Cultura AM em 2004. E veio ela testemunhar meu 'renascimento'. Tarde deliciosa de conversa, pegando à mão de minha emocionada amiga. Soube, pois, do casamento vindouro, com data marcada, com o contemplado Arildo Blefari que, curiosamente, ainda não conheci pessoalmente. Casal amado e abençoado.

VISITA II

Se longe estou, em Campina Grande, de mais longe ainda veio, a Assis, Toninho Webber. Professor na Universidade Federal do Amazonas, esse amigo botânico, criado em Assis, também sentou-se cá conosco, ouviu e contou histórias. Veio com o casal Amarildo e Maristella Ropelli, de Álvares Machado, compadres postiços que adotamos nessa vida de longas e sinceras amizades.

VISITA III

Recebi, por intermédio de meus dois filhos, o carinhoso abraço do oftalmologista Eduardo Andreghetti, que tão bem cuida dos olhos da família inteira daqui de casa. Foram as palavras e o abraço carinhoso de dr. Andreghetti que ajudaram a dar-me a necessária tranquilidade pré-cirúrgica. E ele tinha, mais uma vez, razão, pois cá estou, cada dia mais recuperado.

SANTO DA CASA...

O congresso internacional da Ibercom, que acontece daqui a uma semana na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, aceitou meu trabalho científico porém não acatou meu pedido para pagamento da taxa de inscrição fora do prazo. É que no vigor do prazo de recolhimento eu estava no período mais crítico de recuperação da cirurgia cardíaca a que fui submetido em 13 de fevereiro.

... NÃO FAZ MILAGRE

Mesmo a comissão organizadora sendo toda da ECA-USP, onde faço doutorado, não foi aberta exceção e, assim, fico impossibilitado de apresentar minha pesquisa no meu país, em um evento que tradicionalmente percorre países ibero-americanos.

CADA CASO, UM CASO

No evento sobre literacia midiática que acontece na semana seguinte ao Ibercom, mas em Lisboa, Portugal, também tenho trabalho científico aprovado desde o final do ano passado. Não reúno condições físicas, de saúde, para cruzar o Atlântico e chegar à Europa, mas caso assim pudesse, lá eu poderia pagar minha taxa de inscrição na abertura do evento. E em euros. Sim, o Brasil ainda precisa aprender, e muito, com os grandes eventos internacionais.

CENTIS

O informativo agrícola Coopermota é tradicional no rádio do Médio Vale por manter o homem do campo, e do agronegócio, a par do mercado que lhe compete. A pronúncia, porém, da cotação do dólar tem saído um tanto fora do padrão. Na semana passada o programa informava que a moeda norte-americana era cotada a 3 reais, 261 centavos. Ora, 261 unidades de centavos correspondem a R$ 2,61, o que, no caso específico daquela cotação, elevaria o valor da moeda dos EUA a R$ 5,61.

FICANDO

Meu primo Raul Messias atendeu pedido do locador e continuará com seu restaurante aberto por mais algumas semanas. A proposta era de renovação do contrato até o final do ano, mas, como a janela de transferências fecha em julho, Raul prefere aceitar os chamados de viagens que vêm da Europa. Aposentadoria, ainda que tardia.

ENFIM...

A operadora Sky começa a operar em maio o serviço de internet banda larga agregado a seus pacotes de TV por assinatura em Assis. Os primeiros a receber a novidade, em caráter beta, são os assinantes de pacotes Plus, que têm receptores com suficiência para gravar a programação. Na minha Campina Grande esse combo TV/internet já é realidade pela Sky e, com conhecimento de causa, garanto: vai fazer muito sucesso em Assis.

MÓVEL

Em outubro do ano passado viajei ao lado de um engenheiro em voo entre Marília e Campinas. A serviço da Sky, ele havia especulado sobre esse casamento internet/TV na operadora. Dizia, no entanto, que o grande projeto em andamento prevê assinatura que coloca TV e banda larga nos automóveis, sem comprometimento na qualidade do sinal. Algo semelhante ao que em dezembro foi colocado em prática, com assinantes da Sky acessando conteúdos da programa em mídias móveis como tablets e celulares.


RACIONAL

Uma sinalização para que a população de Assis economize água. Iniciamos o outono com um balanço preocupante: choveu somente 74% do programado para o verão na cidade. Assim, se em outubro do ano passado a represa do Cervo chegou a 30% da capacidade, o prognóstico é de alerta para 2015. Para bom entendedor, podemos chegar ao final do inverno com ameaça de nível que exija economia maior de água na cidade. Logo, se não economizarmos agora, podemos padecer de problema semelhante ao dos paulistanos.

POPULAR

Semana passada reencontrei, durante corte de cabelo, um amigo acadêmico que periodicamente faz levantamento metodológico de opinião pública em Assis e região. Já citei o nome dele cá, nesse Blog, em outras ocasiões. Mas, a pedido do próprio, passadas as eleições municipais de 2012, passo a omitir sua identidade, tipo de privacidade que respeito. Apenas relembrando, os levantamentos dele mostravam, dez dias antes, quem governaria Assis até 2016. Acertou na mosca, mas não nos inexpressivos 15 mil votos das urnas.

POPULAR II

Amigos que somos há mais de duas décadas, jamais permitimos que interpretações de pesquisas de opinião estremecessem a amizade, como ocorrido em 2012, quando aqui publiquei os prognósticos relacionados às sete candidaturas ao Poder Executivo da Sucupira do Vale. Ao ponto de, agora, chegar ao meu conhecimento levantamento feito em dezembro passado, repetindo a simulação de desempenho nas urnas dos 7 candidatos que concorreram três anos atrás. Não tenho acesso aos dados e, portanto, cá repito somente o que foi comentado.

POPULAR III

Resumindo, se a eleição municipal fosse hoje e a pergunta de pesquisa fosse espontânea, mais de 95% dos entrevistados não recordariam quem eram os 7 candidatos a prefeito a cidade. Somente três nomes apareceram, nesse contexto, entre os 35% que souberam responder e citar nomes veridicamente relacionados às coligações inscritas na Justiça Eleitoral. Além, obviamente, do prefeito eleito, Ricardo Pinheiro, aparecem José Fernandes e Márcio Veterinário.

POPULAR IV

Como os levantamentos são feitos a cada 4 meses, agora em abril os questionários voltam às ruas da Sucupira do Vale. Metodologicamente, a forma de abordagem mudará. Será perguntado se o entrevistado recorda-se em quem votou para prefeito e para vereador em 2012, complementando se há aprovação ao mandato do prefeito eleito e ao trabalho do vereador votado, caso esse tenha sido eleito.

QUEM VIVER...

Fernando Henrique Cardoso na equipe de Dilma Roussef ainda nesse semestre, para acalmar o mercado internacional, e Geraldo Alckmin candidato de 'situação' a presidente em 2018. Deixemos as semanas e os meses passarem e, mais adiante, retomemos esse assunto, esquentado por um interlocutor político assisense com trânsito pelos corredores tanto do Planalto quanto do Palácio dos Bandeirantes. Aos mais antenados, a dica: o PSDB nada mais é, o que um dia foi a fatia grossa do PMDB, a ala, hoje, chamada de coxinha pelo PT da Hipocrisia Vermelha. E quem sucederia Alckmin em São Paulo? Claro, José Bento Carneiro Serra, para desespero de educadores.

NOTA DEZ

Para a equipe da excelente San Felipe, pizzaria que nasceu para ser hotel mas que felizmente continua sendo uma das melhores opções gastronômicas de Assis. Não direi que lá consumo o melhor filé com legumes, nem o melhor salmão, mas, em contrapartida, não negarei que o conjunto funcionários-ambiente-cardápio propicia essa sensação de 'melhor'.

NOTA ZERO

A pais que levam seus filhos a locais delicados e de bom ambiente como a San Felipe, soltando-os feito pequenos bichos irracionais e provocando incidentes como o de sábado passado à noite, quando dois 'anjinhos', brincando de pega-pega por entre as mesas, derrubaram pratos e talheres ao chão e ficaram a centímetros da vidraça principal do estabelecimento. Sim, por centímetros não houve somente pratos estilhaçados ao chão. A mãe, espantosamente, apareceu somente para pegar o filho pelos braços e tirá-lo do local, como se obrigação fosse, dos funcionários da pizzaria, limpar o estrago feito e arcar com o prejuízo. O espírito coronelista da cidade parece resistir ao tempo nessa Sucupira do Vale, como se ainda estivéssemos dez décadas atrás, parados no tempo das carroças.

IGNORÊNCIA

Questionado fui sobre o que e por que eu teria contra a empresária da cidade que paga a mídia para aparecer boazinha e solidária. Respondo abertamente que nada tenho contra. Mas saliento, em contrapartida, que o comportamento da referida nos espaços virtuais que compartilhamos em comum me fazem acreditar que a própria (a) ou é pessimamente assessorada ou (b) é de uma ignorância pessoal e cultural digna de compaixão. Dinheiro, definitivamente, não altera a essência de cultura do indivíduo.

CÉLEBRE

Essas circunstâncias todas me fazem recordar de um mural que vi, no Rio, em 2012, quando a van que nos levava do Projac ao hotel, em Ipanema, parou no trânsito de fim de tarde carioca. Aquele longo muro, segundo Lúcia, motorista da van, fora pintado em 2007, quando da realização dos Jogos Pan Americanos, na Cidade Maravilhosa. Os dizeres: "você pode tirar a pessoa da favela, mas nunca irá tirar a favela da pessoa". Uma crítica à sociedade burguesa que fazia uso dos tanques do Exército para isolar as favelas da região da cidade que recebia as comitivas de países que competiam nos Jogos. A pessoa, pois, deixa a favela, mas daí a tirar a favela da pessoa são outros quinhentos. Quem nasce do morro, do morro é. E sempre será. E viva o morro! Abaixo, pois, quem nega o morro.

NO AR
Os apaixonados por rádio recebem uma boa notícia do Ibope Media. Na evolução trimestral esse meio teve pequena reação no final de 2014. No mercado da Grande São Paulo, o maior do país, as rádios AM tiveram índice de audiência de 1,45%, ante a média de 1,43% dos trimestres anteriores. As FMs mantiveram a média de 11,36%. O universo de ouvintes de rádio impressiona naquela região metropolitana: projeção de 17,7 milhões de ouvintes.

ONLINE
A rádio Assiscity manterá, de forma independente, sua rádio online em 2015. Há disposição preliminar por transmitir, pelo segundo ano consecutivo, os jogos da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. Primeiramente, com os confrontos realizados no estádio Tonicão. Depois, caso haja viabilidade financeira, os jogos fora de Assis. Editorialmente, a Rádio Assiscity não tem preferência por jogos de Vocem ou de Atlético Assisense. Os dois clubes da cidade são tratados e encarados com iguais respeito e tratativas.


IDEAL X REAL

O salário mínimo no Reino da Hipocrisia Vermelha é de R$ 788, desde janeiro. Nos cálculos do Dieese, que um dia foi usado como indexador, pelo PT, para números considerados 'justos' para a economia do país, o salário mínimo ideal seria de R$ 3.118,62 em janeiro. Achou grande a diferença? Então, sente e leia: em fevereiro, para o mesmo Dieese, o menor salário do país deveria ter sido de R$ 3.182,81. Não, os parâmetros para março ainda não saíram.


CLÃ

O Grêmio Prudente chega forte para a disputa da Segundona. Treinando desde o final de fevereiro, o time prudentino tem a receita estabilizada por um fator determinante: o programa Sócio-torcedor. Nessa semana, segundo ranking da CBF, o Grêmio tem 1.630 sócios-torcedores. A receita mensal estimada é de R$ 12 mil.

CLÃ II

As ações do departamento de marketing do Grêmio Prudente para ampliação do quadro de sócios-torcedores serão fortalecidas em abril. A intenção é chegar à segunda fase da Segundona comemorando 2 mil sócios-torcedores e receita fixa de R$ 15 mil.

SE VIRA NOS 30

A temporada 2015 da Segunda Divisão do Campeonato Paulista pode marcar o fim dessa forma de disputa do futebol profissional de São Paulo. Com apenas 30 clubes em condições de disputa, o torneio custará caro às quebradas agremiações filiadas, que logo de cara terão de cumprir com viagens longas para confrontos fora de casa. Em anos não tão longínquos, como 2007, a Segundona chegou a ser disputada por 48 clubes. Ano passado eram 34 e, agora, os já referidos 30. Para 2016 haveria fusão entre as divisões A-3 e o que restar da Segundona, com o Estado dividido em quatro regiões político-geográficas.


SEM CONDIÇÕES

Tentei, novamente, assistir à sessão da Câmara de Assis na Cabonnet nesse dia 23. Tento, em vão, compreender o que faz o tal Gordinho no comando. Lamentável.

CÁ ENTRE NÓS...
... e aquela cerca do Parque Buracão na baixada da Travessa Padre Bellini, levada pelo temporal de 14 de outubro de 2010, vai continuar aberta? Que sentido tem, pois, fechar as duas portarias do parque durante a noite?

                     IMAGEM DA SEMANA                    


ESTRADA DA VIDA - A imagem acima foi feita duas semanas atrás, na Aprumar. Reencontro com Pingo D´Água, o radialista popular que comanda o palco da feira igualmente popular, nas noites das sextas-feiras. Na conversa eis que aparece Marcos Paiva, com quem trabalhei na rádio Cultura em 1993. O ex-repórter aventurou-se, ainda na década de 1990, a arranhar o violão nos barzinhos das vilas Operária e Prudenciana. Formou inúmeras duplas, fazendo sempre a primeira voz. Naquela noite de sexta, 13, subiu ao palco da Aprumar para homenagear o recém-falecido José Rico, interpretando a clássica "Estrada da vida", entre outros tantos sucessos de um cantor que apesar da fama jamais esqueceu-se dos amigos humildes. A cada vez que vou à feira do produtor da Aprumar sinto-me legitimamente um assisense, ou então um morador do interiorzão do estado de São Paulo. Ali vejo e reencontro pessoas de humildade compatível à minha. Dinheiro não temos, mas boa conversa guardamos de sobra. E em tempos em que cada vez mais o dinheiro reúne ou separa pessoas, ter a oportunidade semanal de colocar a amizade acima dos interesses financeiros acaba sendo um privilégio. E há muita, mas muita gente em Assis precisando tomar um banho de alma de Aprumar. Ah, se há!

Nenhum comentário :